OAB pede que STF obrigue Bolsonaro a comprar vacinas

Publicado sábado, 20 de março de 2021 às 15:45 h | Atualizado em 20/03/2021, 15:48 | Autor: Redação

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) recorreu ao Supremo Tribunal Federal, em ação assinada pelo presidente da entidade Felipe Santa Cruz, para obrigar o presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) a adquirir vacinas suficinetes para a imunização da população contra a Covid-19.

Na peça, a entidade afirma que o governo federal encara a vacinação "como um problema ao invés de uma solução", o que tem causado atrasos nas campanhas de imunização e elevado o risco do surgimento de novas variantes no país.

"Em inúmeros episódios, aqueles que deveriam ser responsáveis por gerir as crises se valeram de seus discursos e cargos para deslegitimar a vacinação, discriminando os imunizantes de determinados países e fazendo terrorismo sobre os possíveis efeitos da vacina na saúde da população", afirmou Felipe Santa Cruz na peça.

Na petição, a Ordem afirma ainda que a postura do governo tem "contibruído para a conjuntura calamitosa atual" e que "A situação, conforme amplamente noticiada, é dramática e exige medidas urgentes e drásticas".

Nesta sexta, 19, Bolsonaro assinou contratos para a compra de 138 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19. De acordo com o Ministério da Saúde, 100 milhões de doses serão fornecidas pela Pzifer/BioNTech e outras 38 milhões pela Janssen, do grupo Jonhson&Jonhson até o fim do ano.

Publicações relacionadas