adblock ativo

Rodrigo Maia reitera necessidade de “equilibrar vidas e empregos”

Publicado quarta-feira, 25 de março de 2020 às 21:20 h | Atualizado em 21/01/2021, 00:00 | Autor: Da Redação
De acordo com o parlamentar, os gestores estaduais precisam parar de se questionar a respeito da realização do isolamento social ou não | Foto: Marcelo Camargo | Agência Brasil
De acordo com o parlamentar, os gestores estaduais precisam parar de se questionar a respeito da realização do isolamento social ou não | Foto: Marcelo Camargo | Agência Brasil -
adblock ativo

Durante a reunião com os 27 governadores do país, nesta quarta-feira, 25, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), reiterou a necessidade de conseguir equilibrar a vida com o emprego da população.

De acordo com o parlamentar, os gestores estaduais precisam parar de se questionar a respeito da realização do isolamento social ou não. Segundo ele, enquanto os economistas olham os dados e estatísticas, os políticos precisam priorizar a vida.

"Temos que sair desse enfrentamento, sobre sair ou não do isolamento. Isso nada mais é do que a pressão de milhares de pessoas que aplicaram seus recursos na bolsa de valores [...] Eles são assim, vivem de estatísticas. Todos nós que fazemos política vivemos das vidas, e é isso que precisamos aprender a equilibrar. As vidas e os empregos", ratificou.

Maia ainda revelou que o secretário do Tesouro, Mansueto Almeida, se comprometeu a enviar até esta quinta, sugestões para o 'Plano Mansueto'. De acordo com a Folha de São Paulo, o texto já tramita na câmara e permite, por exemplo, a suspensão do pagamento de dívidas pelos Estados.

Por fim, o presidente da Câmara disse que o congresso tentará elevar a renda mínima prometida aos informais, de R$ 300, aumentada nesta quarta pelo governo.  

adblock ativo

Publicações relacionadas