adblock ativo

Juazeiro: mais de dez mil "gatos" serão desligados em operação da prefeitura

Publicado às | Atualizado em 16/10/2021, 14:57 | Autor: Da Redação
As ligações clandestinas espalhados pela cidade tem prejudicado o abastecimento em algumas áreas.
As ligações clandestinas espalhados pela cidade tem prejudicado o abastecimento em algumas áreas. -
adblock ativo

A Prefeitura de Juazeiro, por meio do Serviço de Água e Saneamento Ambiental (SAAE), deu início à "Operação ligações clandestinas zero", na sede e no interior do município do Norte baiano. A ação, que começou nessa sexta-feira (15), pelo bairro Parque Residencial, visa o desligamento de mais de dez mil “gatos” espalhados pela cidade, prejudicando o abastecimento em algumas áreas.

Os engenheiros da gestão municipal detectaram que a capacidade de operação das bombas está sendo reduzida pela quantidade de água desviada através das ligações clandestina. Deste modo, a água que deveria chegar a uma determinada localidade é desviada no caminho para outro local.

“Os ‘gatos’ fazem com que quem paga pelo serviço de abastecimento fique sem água e o bombeamento para localidades mais afastadas fique prejudicado. Iniciamos essa operação e vamos combater esse tipo de crime, pois o abastecimento na cidade não pode ser prejudicado, principalmente agora, com o aumento das temperaturas”, explica a diretora-presidente do SAAE Juazeiro, Josilene Alixandre.

As multas, para este tipo de infração, variam de R$ 400 a R$ 2 mil, previstas em no Decreto Municipal nº 538/2017. “De acordo com o nosso levantamento, são mais de dez mil ligações clandestinas, incluindo sede e interior. Nossas equipes estão de prontidão e nós também queremos contar com a ajuda da população no sentido de denunciar furtos de água, através do número (74) 3614-9800 (também é WhatsApp). Esta operação é de extrema importância e uma prioridade para nós”, completou a gestora.

Imagem ilustrativa da imagem Juazeiro: mais de dez mil "gatos" serão desligados em operação da prefeitura
Os engenheiros detectaram que a capacidade de operação das bombas está sendo reduzida pela quantidade de água desviada através das ligações clandestina.
adblock ativo

Publicações relacionadas