adblock ativo

Prefeito de São Gonçalo dos Campos suspende coleta de lixo até suspeito de crime se entregar

Publicado às | Atualizado em 24/10/2021, 18:00 | Autor: Da Redação
Prefeito convocou voluntários para fazer uma coleta "improvisada" | Foto: Divulgação
Prefeito convocou voluntários para fazer uma coleta "improvisada" | Foto: Divulgação -
adblock ativo

O serviço de coleta de lixo está suspenso no município baiano de São Gonçalo dos Campos (a 116 km de Salvador), desde a última quinta-feira, 21. Segundo comunicado da prefeitura, o retorno só vai ocorrer após o suposto responsável por um acidente que matou um funcionário do serviço de limpeza na cidade se apresentar à polícia.

O acidente ocorreu na quinta-feira, 21, na BA 502. Vanderlei Hilario da Costa, popularmente conhecido por "Galego", estava na caçamba de uma caminhonete pertencente a empresa Frei Galvão, que faz a coleta de lixo na cidade, quando caiu. De acordo com a prefeitura, ele era natural de Coração de Maria e residia com sua esposa em São Gonçalo.

Conforme informações do prefeito Tarcísio Pedreira durante uma live no sábado, 23, o suspeito de conduzir o veículo seria o filho do proprietário da empresa, de prenome Ulisses. Tanto o carro, que estava carregando fardos de capim para a alimentação de animais, quanto o motorista, que supostamente não tinha carteira de motorista, não foram encontrados pela polícia. Além disso, o homem teria fugido sem prestar socorro.

No momento do acidente, a vítima, de acordo com o prefeito, prestava um serviço particular, sem qualquer ligação com o município à empresa. O jovem, junto com mais dois trabalhadores, estaria viajando de forma sub humana, sentado nos fardos de capim, sem nenhum tipo de segurança.

Após o acidente, o gestor decidiu condicionar o retorno do serviço de lixo à apresentação do suspeito à Polícia Civil.

"O prefeito esteve na Polícia Rodoviária Estadual e na Delegacia de Polícia Civil, e até a segunda ordem pediu para suspender o serviço de coleta de lixo. Sendo assim, em respeito à vítima, a coleta de lixo está suspensa até que o condutor do veículo se apresente à Polícia Civil para esclarecer o que de fato aconteceu. Contamos com a compreensão de toda a população da cidade, mas essa medida é justamente para que a verdade apareça, pois é dever da gestão municipal trabalhar sempre com seriedade, transparência e respeito ao seu povo", afirmou a prefeitura, em nota.

Na live de sábado, 23, o prefeito disse que a decisão foi tomada para pressionar o suspeito a responder pelo transporte irregular e omissão de socorro, e fazer justiça para a vítima.

"Não posso ser insensível com a morte de uma pessoa vestida com a farda de uma empresa que presta serviços ao município, que não tem responsabilidade legal sobre aquele acidente, porque ele prestava serviços particulares para o filho do dono, levando capim para alimentar animais", afirmou ele, que disse ainda que a falta da coleta de lixo é um problema "muito sério", mas "um detalhe quando se trata da morte de uma pessoa".

Ele também falou que voluntários foram convocados para fazer uma coleta "improvisada" na manhã deste domingo, 24, e pediu aos moradores que ajudassem produzindo menos lixo porque ele não iria “voltar atrás". Após a suspensão do serviço prestado pela empresa Frei Galvão, vídeos divulgados no perfil do Instagram da prefeitura mostraram um grupo de pessoas coletando o lixo, algumas inclusive, vestindo uniformes. "Não dependemos de empresa para fazer nosso trabalho", diz uma das imagens. 

A equipe de reportagem do Portal A TARDE não conseguiu contato com a prefeitura do município.

adblock ativo

Publicações relacionadas