Prefeito denuncia vereador após tentativa de acusá-lo por estupro | A TARDE
Atarde > Portal Municípios > Recôncavo Baiano

Prefeito denuncia vereador após tentativa de acusá-lo por estupro

Vereador tentou subornar uma mulher por R$ 33 mil para tornar o gestor municipal culpado do suposto crime

Publicado segunda-feira, 14 de agosto de 2023 às 23:01 h | Atualizado em 17/08/2023, 18:05 | Autor: Gabriela Araújo
Prefeito de Cruz das Almas, Ednaldo Ribeiro (Republicanos), e vereador Ricardo Pinheiro (PP)
Prefeito de Cruz das Almas, Ednaldo Ribeiro (Republicanos), e vereador Ricardo Pinheiro (PP) -

O prefeito de Cruz das Almas, Ednaldo Ribeiro (Republicanos), registrou um boletim de ocorrência (BO) contra o vereador de oposição Ricardo Pinheiro (PP), por uma tentativa de suborno a uma mulher, a fim de que ela denunciasse um suposto estupro praticado pelo gestor municipal. 

Em contato com o Portal A TARDE, o chefe do Executivo municipal revelou que foi surpreendido por mensagens de texto de um número desconhecido falando sobre o assunto.   

“Eu recebi um WhatsApp de uma pessoa [a mulher] de lá de Minas Gerais, de Muriaé. Eu não respondi. Me deu boa tarde, eu não respondi, depois ela escreveu um texto para mim, explicando tudo o que aconteceu, dizendo que o vereador Ricardo Pinheiro tinha feito uma proposta a ela”, disse. “No primeiro momento, eu não acreditei e ela me disse que poderia me provar e foi mandando todos os prints e mensagens de áudio com a voz dele”, completou. 

De acordo com o documento que o Portal A TARDE teve acesso, a proposta feita pelo parlamentar pedia para que a mineira gravasse um vídeo insinuando que ela teria sido estuprada pelo prefeito, fazendo com que Ednaldo perdesse a cadeira da Prefeitura.  Em troca, o parlamentar pagaria uma recompensa no valor de R$ 33 mil. 

Ao tomar conhecimento sobre o caso com a própria mulher contatada pelo parlamentar, o prefeito fez o BO contra o vereador, no fim da tarde da última quinta-feira, 10. No entanto, devido ao horário, ele precisou retornar à delegacia na sexta, 11, para concluir o processo na presença do seu advogado. Segundo Ednaldo, a Justiça se encarregará de tornar Ricardo inocente ou culpado.

“Eu não tinha outra alternativa do que procurar a Justiça porque isso envolve uma família, minha reputação e meu nome. Agora é esperar que ele prove na Justiça que ele é inocente ou não. Meu celular já foi periciado pelo cartório, eu fiz uma ata notarial, tudo como manda a lei. Não estou acusando ele em nada, estou querendo me defender”, comentou. 

Para a realização do plano, o vereador chegou a reservar um quarto no hotel Valparaíso para hospedar a mulher, entre os dias 21 a 25 de setembro deste ano, no valor de R$ 1.008,00. Sobre a estadia, o vereador alegou que seria para “a realização de um concurso público da prefeitura de Cruz das Almas”. 

Conforme as mensagens de textos que constam na denúncia e as quais o Portal A TARDE teve acesso, a mineira recusou a proposta. “Eu não consigo fazer isso. Desculpe. Ainda mais dizer algo que não aconteceu”, escreveu por mensagem privada. 

Durante a conversa, Ednaldo ainda afirmou que ficou “assustado” com a atitude do opositor e frisou que vai esperar a resposta da Justiça sobre o tema. “Agora fica a critério da Justiça, eu não poderia ser acusado de uma coisa dessa”, concluiu. 

A equipe de reportagem do Portal A TARDE tentou entrar em contato com o vereador Ricardo Pinheiro (PP), mas não obteve retorno. Na tarde desta quinta, 17, contudo, a assessoria do parlamentar enviou uma nota sobre o caso. 

De acordo com o comunicado, o Ricardo Pinheiro diz que também foi "surpreendido com as supostas acusações de oferecer dinheiro à mulher para acusar o prefeito por crime sexual" e afirma que "tomou todas as providências jurídicas, bem como se colocou à disposição da autoridade policial para prestar as declarações necessárias". 

Em discurso na tribuna na Câmara de Vereadores, o parlamentar diz que "se solidariza  com o gestor que pode ter sido vítima de uma tentativa de golpe, assim como ele, pois tem a consciência tranquila que as acusações feitas e os print’s não são verdadeiros”, declarou. 

A defesa de Pinheiro afirma que "identificou fortes indícios de fraude" nas mensagens divulgadas nas redes sociais e sites. 

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS