Polícia liberta mais de 6 mil caranguejos de cativeiros ilegais

Crustáceos eram mantidos em tanques e caixas localizados em imóveis da região

Publicado sexta-feira, 25 de março de 2022 às 10:23 h | Atualizado em 25/03/2022, 10:23 | Autor: Da Redação
Crustáceos estavam sendo criados em cativeiros ilegais nas localidades de Ambar e Alcural, em Camamu
Crustáceos estavam sendo criados em cativeiros ilegais nas localidades de Ambar e Alcural, em Camamu -

Mais de 6 mil caranguejos criados de forma ilegal foram libertados, no município de Camamu, por policiais militares da Companhia Independente de Polícia de Proteção Ambiental (Cippa) Porto Seguro, em apoio a prepostos do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema)

Os crustáceos estavam sendo criados em cativeiros ilegais nas localidades de Ambar e Alcural.

Todos eram mantidos em tanques e caixas localizados em imóveis que funcionavam como criadores ilegais.

Os responsáveis pelo local não apresentaram a documentação necessária para desempenhar as atividades, que também perspassava pela comercialização das espécies encontradas, sendo notificados pelo Inema.

Os 6 mil caranguejos uçás e os 150 guaiamuns foram apreendidos e libertados ao habitat natural.

Publicações relacionadas