Vereador Figueiredo anuncia pré-candidatura em Irecê e se filia ao PDT | A TARDE
Atarde > Portal Municípios

Vereador Figueiredo anuncia pré-candidatura em Irecê e se filia ao PDT

Anúncio surge após racha do parlamentar com o prefeito Elmo Vaz (PSB) e município acumula três pré-candidatos

Publicado sexta-feira, 05 de abril de 2024 às 21:36 h | Atualizado em 05/04/2024, 22:12 | Autor: Da Redação
Vereador Figueiredo Amorim (PDT)
Vereador Figueiredo Amorim (PDT) -

O vereador Figueiredo Amorim (PSB) anunciou nesta sexta-feira, 5, a sua pré-candidatura para prefeito de Irecê, assim como a sua filiação ao PDT. O anúncio foi realizado durante sessão na Câmara de Vereadores, que é presidida pelo presidente da legenda no município, o advogado Edivaldo Araújo.

A novidade escancara o racha entre o prefeito Elmo Vaz (PSB) que, de forma isolada, decidiu pelo nome do também vereador Murilo Franca como seu sucessor. Nos bastidores da política local ventila-se que o chefe do Executivo municipal estima querer o seu "terceiro mandato" com a escolha de Murilo, que vem sofrendo com a forte rejeição popular e política.

Figueiredo, por sua vez, decidiu pela sua pré-candidatura após uma série de reuniões com o grupo político dissidente da atual gestão. Antes do rompimento, o ex-socialista era aliado do prefeito. 

A falta de diálogo do prefeito Elmo Vaz com a sua base, o deixou isolado. O esvaziamento partidário iniciou com a desfiliação do atual vice-prefeito, Erício Batista, do Partido dos Trabalhadores (PT), após mais de 20 anos de militância, o que originou um G5. 

O G5, como foi chamado o grupo dissidente, reúne além do vereador Figueiredo, o vice-prefeito Erício Batista do PT, o presidente PV Osvaldo Trabalho, a presidente do PCdoB Ana Carolina, o presidente do PSB Aristides Borisco, e o vereador e ex-presidente da Câmara, Tertinho, que não esteve presente hoje durante o anúncio.

Outros pré-candidatos

Além dos vereadores Figueiredo no PDT e Murilo Franca no PSB, Irecê terá também como pré-candidato o ex-prefeito Luizinho Sobral pelo PP, que reaparece de forma fraca, e inexpressiva, em função do abandono do seu grupo no município, e pelas suas sucessivas derrotas nas urnas nos últimos oito anos. Luizinho tentou duas vezes ser deputado e uma vez voltar à prefeitura.

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS