Salvador chega ao décimo caso confirmado de 'varíola dos macacos'

Com isso, a Bahia chega a treze casos da doença, contanto dois em Santo Antônio de Jesus e um em Ilhéus

Publicado quinta-feira, 04 de agosto de 2022 às 18:09 h | Atualizado em 04/08/2022, 19:31 | Autor: Da Redação
OMS declarou a varíola dos macacos como emergência de saúde pública de interesse internacional
OMS declarou a varíola dos macacos como emergência de saúde pública de interesse internacional -

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) confirmou nesta quinta-feira, 4, o décimo caso confirmado da “Monkeypox”, doença conhecida como "varíola dos macacos", em Salvador. Com isso, a Bahia chega a treze casos da doença, contando com dois em Santo Antônio de Jesus e um em Ilhéus.

De acordo com a SMS, além dos confirmados, a Bahia tem notificados 69 suspeitos. 

Os casos confirmados tem predomínio do sexo masculino (12 casos) e faixa etária variando entre 02 e 45 anos de idade. Os sintomas apresentados, na maioria, foram: febre, adenomegalia, erupção cutânea, cefaléia e dor nas costas . 

Monkeypox

Monkeypox é uma zoonose viral, do gênero Orthopoxvirus, da família Poxviridae, que se assemelha à varíola humana, erradicada em 1980. A doença cursa com febre, dor de cabeça, dores musculares, dores nas costas, adenomegalia, calafrios e exaustão.

A infecção é autolimitada com sintomas que duram de 2 a 4 semanas, podendo ser dividida em dois períodos: invasão, que dura entre 0 e 5 dias, com febre, cefaleia, mialgia, dor das costas e astenia intensa. A erupção cutânea começa entre 1 e 3 dias após o aparecimento da febre e tem características clínicas semelhantes com varicela ou sífilis, com diferença na evolução uniforme das lesões.

Publicações relacionadas