Superlotação restringe atendimento ao Planserv em hospitais da Bahia | A TARDE
Atarde > Saúde

Superlotação restringe atendimento ao Planserv em hospitais da Bahia

Os problemas estão sendo frequentes no Hospital Português, da Bahia, da Cidade e o Santa Izabel

Publicado quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024 às 19:00 h | Atualizado em 21/02/2024, 20:57 | Autor: Carla Melo
Alta demanda pós-carnaval foi responsáveis pela dificuldade de atendimentos de novos pacientes
Alta demanda pós-carnaval foi responsáveis pela dificuldade de atendimentos de novos pacientes -

Beneficiários do Planserv, sistema de assistência à saúde do servidor público da Bahia, denunciaram ao Portal A TARDE que tiveram seus atendimentos de emergência em Hospitais da Bahia negados nos últimos dias.

Segundo os usuários do plano, os problemas para receber atendimento estão sendo frequentes no Hospital Português, Hospital da Bahia, Hospital da Cidade e Hospital Santa Izabel nos últimos dias.

Em nota, o Planserv afirmou que os hospitais denunciados ainda continuam fazendo parte da rede credenciada e que a dificuldade nos atendimentos à emergência está relacionada à superlotação das emergências em algumas unidades, “em função da alta procura por conta das síndromes respiratórias pós Carnaval e dengue”

“O Planserv informa aos beneficiários do plano que também estão disponíveis os hospitais Agenor Paiva, Prohope e da Pituba”, contínua o sistema de assistência.

O A TARDE também entrou em contato com os hospitais e obteve a mesma resposta. O Santa Izabel, que atualmente é gerido pela Santa Casa da Bahia, afirmou que a Emergência clínica adulto alcançou a sua capacidade máxima de atendimento, e que por isso, está restrito temporariamente o acesso de novos pacientes.

“Estamos empenhados em retomar o atendimento sem restrição o mais breve possível. Atualmente, a Emergência do Santa Izabel está prestando acolhimento normal aos pacientes pediátricos e aos adultos com quadro de extrema gravidade, problemas de ortotrauma ou de otorrinolaringologia”, disse em nota o hospital.

O Hospital da Bahia, informou entretanto, que “não há suspensão de atendimento na emergência do hospital”, mas que devido o aumento da procura pós-Carnaval, estão em contingência, “com maior tempo de espera e priorizando os casos de maior gravidade”

A reportagem também entrou em contato com a assessoria do Hospital da Cidade e com o Hospital Português para esclarecimentos, e aguarda retorno. O espaço está aberto a manifestações.

Publicações relacionadas