adblock ativo

Rodoviários aprovam nova via exclusiva na Pituba

Publicado sábado, 19 de outubro de 2013 às 09:25 h | Atualizado em 19/10/2013, 09:25 | Autor: Luan Santos
Trânsito na Rua Rubem Berta, Pituba
Trânsito na Rua Rubem Berta, Pituba -
adblock ativo

Para o diretor do Sindicato dos Rodoviários da Bahia Daniel Mota, as alterações no tráfego da região da Pituba e do Itaigara - inicialmente em cinco ruas e depois na avenida Paulo VI - serão positivas para o fluxo de veículos na região, principalmente por causa da criação de uma via exclusiva para ônibus.

"Ainda não fomos notificados sobre as mudanças, mas vemos como favoráveis. A partir do momento em que você cria uma via exclusiva para ônibus, beneficia quem utiliza o transporte público", afirmou Mota. O diretor acredita que a modificação vai beneficiar também quem utiliza transporte individual.

"A tendência é que todos ganhem tempo e que o congestionamento diminua na região, pois os carros terão uma via a mais para trafegar no sentido Caminho das Árvores", afirmou Mota.

Para ele, o tempo de viagem para quem anda de ônibus entre o Caminho das Árvores e a orla, com a via exclusiva, deve diminuir pelo menos 20 minutos nos horários de pico. "É um trecho curto, mas chegamos a passar mais de uma hora", destacou.

Outros casos
O diretor lembra ainda que, no início, houve problemas de adaptação dos motoristas às alterações no trânsito da Barra, devido às obras de requalificação da orla. Para ele, deve ocorrer o mesmo com as alterações na Paulo VI.

"A gente vai ter dificuldade no começo, pois é uma via que deixa de ter dois sentidos, mas, se for para melhorar o trânsito da cidade, a mudança é bem-vinda", enfatiza. Outra modificação que deu certo citada por ele foi na avenida Manoel Dias da Silva, que também era mão dupla.

População
Moradores e frequentadores da região acreditam que a medida vai melhorar os problemas de congestionamento na avenida Paulo VI. No entanto, eles dizem que os moradores terão dificuldades para chegar e sair de suas casas.

"Eu confesso que acho essa medida péssima. Para voltar para casa de noite, vou ter que enfrentar engarrafamento na Tancredo Neves, Magalhães Neto, orla e na própria Paulo VI. Só vai piorar", opinou a empresária Alessandra Souza, 37, moradora da Pituba.

Por outro lado, o aposentado Alberto Lemos, 60, também morador do bairro, acredita que a mudança vai trazer benefícios. "Qualquer ação que diminua os congestionamentos é positiva, mesmo que tenhamos que andar mais", acrescentou.

Segundo o diretor de trânsito da Transalvador, Marcelo Corrêa, os moradores da região não serão prejudicados, pois poderão acessar as ruas transversais da Paulo VI sem  ter que dar a volta até o início desta avenida, na altura dos Correios. "Eles podem cortar caminho pelas vias transversais da Magalhães Neto. Isso não será uma dificuldade".

O consultor imobiliário Eduardo Saldanha, que mora na Praia do Flamengo, mas passa todos os dias pela avenida para pegar a esposa após o expediente, também defende as mudanças. "Todas as grandes vias deveriam ter faixa exclusiva para ônibus".

adblock ativo

Publicações relacionadas