Conheça as melhores praias para curtir o verão de Salvador | A TARDE
Atarde > Verão

Conheça as melhores praias para curtir o verão de Salvador

Alta temporada na capital baiana é marcada por aumento de banhistas

Publicado quarta-feira, 13 de dezembro de 2023 às 06:00 h | Autor: Pevê Araújo
Salvador tem diversas opções de praias para aproveitar o verão
Salvador tem diversas opções de praias para aproveitar o verão -

A alta temporada em Salvador é marcada pelo aumento de banhistas nas praias. Para este ano, não será diferente. Por isso, o Portal A TARDE visitou algumas áreas do litoral da cidade e conversou com pessoas que estavam trabalhando ou curtindo o sol, que como de costume, apareceu com força no último fim de semana e contribuiu para a presença de moradores e turistas nas diversas praias espalhadas na capital baiana.

Um pouco mais afastada do centro de Salvador, a praia de São Tomé de Paripe, que fica no Subúrbio Ferroviário, é um dos destaques da cidade. Com uma beleza natural marcante, o local chama atenção pela tranquilidade das águas, servindo bem a moradores, trabalhadores e turistas.

Responsável pela barraca MR, Raimundo Ramos mora no bairro do IAPI, mas trabalha em São Tomé de Paripe há mais de 32 anos. Ele contou ao Portal A TARDE que iniciou o negócio ao lado da esposa e que graças ao bom movimento da praia, consegue trabalhar bem.

"A tendência é crescer mais ainda, muito policiamento, não tenho o que falar daqui. Recomendo de uma ponta a outra, de São Tomé até a Base Naval. O verão é forte, tem que ser mais valorizado pelo público", aponta.

São Tomé de Paripe
São Tomé de Paripe |  Foto: Denisse Salazar | Ag. A TARDE

Ele completa afirmando que a praia de São Tomé de Paripe está recebendo muitos turistas e isso ajuda os moradores locais. "Construí minha família aqui, muitos pais de família vivem disso", acrescenta.

Aproveitando a praia, o casal Jurandir Alves e Keila Batista destacaram o caráter familiar de São Tomé de Paripe. Para eles, é o local ideal para aproveitar um dia de sol e levar crianças para brincar na maré tranquila e na areia. Por isso, Keila acredita que o verão levará muita movimentação ao bairro.

"Acho que vai bombar bastante. Eu acredito que ela se destaca por ser mais familiar, sem agonia. Para quem quer vir com a família mesmo, é tranquilo. Toma cervejinha, dá para a criança brincar tranquilo. Não tem negócio de muito roubo, essas coisas, não têm. De boa, graças a Deus", afirma a esposa.

Para Jurandir, a praia de São Tomé de Paripe é fundamental para quem vive na região. "Eu moro há 20 anos aqui, é de boa. É uma praia que serve bem aos moradores, sempre foi assim, desde pequeno que eu moro aqui", continua.

A vendedora Vanubia Santos, da Barraca de Peuzão, tem uma versão diferente sobre a movimentação da praia, mas acredita no crescimento do público com a chegada do verão.

"O movimento aqui é fraco, mas dá pra viver, dá pra sobreviver. Eu acho que no verão o movimento aumenta. Nessas festas agora o povo vem tudo pra cá. Pra mim a daqui é a melhor.Eu trabalho aqui e eu não frequento as outras praias, principalmente por morar perto. Não tem onda, ninguém morre afogado, a criança brinca normal, fica de boa. Não tem afogamento", destaca.

Cidade Baixa

Praia da Ribeira
Praia da Ribeira |  Foto: Denisse Salazar | Ag. A TARDE

Marcado pela vida boêmia, o bairro da Ribeira se destaca também pela qualidade de suas praias. Com maré calma, moradores e turistas costumam explorar ao máximo a natureza exposta na região, colocando até mesas e cadeiras dentro da água. Tatiane Reis, de 49 anos, costuma aproveitar para curtir o local nos dias de semana, quando o movimento é menor.

"Pra família é excelente. As pessoas ficam à vontade, não tem aquela situação de ter que ter uma barraca. Você pode vir com suas coisas e passar o dia. A praia é o principal lazer do soteropolitano, né? Ela é bastante democrática. Qualquer um pode vir curtir, passar seu dia do jeito que pode e voltar para casa. É a minha preferida dentro de Salvador", diz.

Para este verão, ela espera que as praias registrem uma grande presença de público, por isso, pede para a população preservar o ambiente. "Praias lotadas o verão todo, com bastante turista, que a gente viu que depois da pandemia tá voltando o turismo, a prefeitura tem feito um bom trabalho. As pessoas precisam tomar mais consciência, a população de Salvador precisa tomar um pouco mais de consciência para preservar", complementa.

A Ribeira conta também com um grande histórico esportivo. O bairro é utilizado por velejadores nas disputas de Remo, que envolvem equipes antigas, como Vitória, Itapagipe, São Salvador e Santa Cruz. A praia também costuma receber barcos pesqueiros e de passeio, ampliando as opções para o público presente.

Seguindo pela Cidade Baixa, se destaca o bairro da Boa Viagem. Além da praia do mesmo nome, o local conta com diferentes opções turísticas, envolvendo a Praia do Meio, o Forte de Nossa Senhora de Monte Serrat, sede do Museu das Armas, e o Farol da Ponta do Humaitá. A praia da Boa Viagem já serviu como desembarque de mercadorias e segue como um ambiente propício para a prática de esportes náuticos.

Estreita, a presença das barracas na areia oferecem conforto para os banhistas, que podem escolher bebidas e petiscos para curtir um bom dia de praia. Para Ervelin Santos, a Boa Viagem oferece um convite para famílias com crianças.

"Por conta das ondas não serem tão fortes para as crianças, dá para a gente ficar mais tranquilo e aproveitar mais a praia nesse calor, porque está muito calor esses dias, então dá para aproveitar com mais tranquilidade, já que as ondas estão mais tranquilas por conta das crianças mesmo", pontua.

Boa Viagem
Boa Viagem |  Foto: Denisse Salazar | Ag. A TARDE

Ayala Lopes destaca que a praia da Boa Viagem chama atenção na Cidade Baixa. Ela revela gostar da orla de Salvador e da Região Metropolitana, mas faz questão de marcar presença na Cidade Baixa.

"Normalmente quando eu venho para a Cidade Baixa, eu venho mesmo aqui na Boa Viagem. Aí as outras são mais pra lado da Orla, ou região metropolitana. Mas daqui eu prefiro mesmo Boa Viagem do que as demais".

Diante da qualidade da Boa Viagem, ela espera que o verão seja marcado pela presença forte de banhistas. "Muito sol, muito mar, diversão, que venha pontos positivos, muito turista para a cidade, trazer um pouco mais de valorização da nossa cultura, então é isso", projeta.

Barra: Porto ou Farol?

Porto da Barra
Porto da Barra |  Foto: Denisse Salazar | Ag. A TARDE

Um dos cartões postais de Salvador, a Barra é dividida por duas praias de grande importância para baianos e turistas. Entre as principais da capital baiana, Porto e Farol dividem as atenções e as opiniões dos banhistas. Para o estudante de arquitetura Gabriel Cavalcanti, o Porto chama mais atenção pela possibilidade de praticar esportes e pela tranquilidade da água.

"Eu gosto muito do porto da Barra, pois é uma praia tranquila, principalmente durante a semana. Tem um mar calmo, fica perto de minha casa, geralmente tem pessoas vendendo vários tipos de comida, tem pessoas alugando caiaques e stand up, esportes que gosto de praticar. É um ótimo lugar para nadar também, além dos trampolins para pular na água", revela.

Por morar perto do Porto, uma visita ao local sempre vira opção para ele no tempo livre. Quando não desce para a areia e curte a praia, ele aproveita para andar de bicicleta pela região. "O porto da Barra me traz memórias da minha infância", acrescenta.

O auxiliar de logística Tiago Silva tem uma visão diferente da Barra. Para ele, o Farol é mais chamativo, pela beleza e principalmente pela maior faixa de areia, que permite mais tranquilidade e conforto em comparação com o Porto.

"Minha praia preferida hoje é a Barra, o Farol da Barra, mais especificamente, porque é um lugar de fácil acesso, é bonito, é um cartão postal e é o lugar que eu mais encontro pessoas, que eu gosto de estar com as pessoas. Gosto muito do Farol, porque a faixa de areia é maior até que o Porto e dá para ficar mais à vontade, já tenho amizade também com alguns barraqueiros e aí é meu ponto preferido", conta.

Farol da Barra
Farol da Barra |  Foto: Denisse Salazar | Ag. A TARDE

Seguindo pela orla

Seguindo pela orla de Salvador, outras praias com grande circulação de pessoas chamam atenção. O banhista pode escolher entre Ondina, Rio Vermelho, Amaralina, Patamares, Piatã e Itapuã, entre outras. A lista de diferentes opções aquece ainda mais a economia de Salvador durante o verão.

Sem conseguir apontar uma única praia como preferida, a estudante de psicologia Jamile Brito destacou três, mas lembrou de Stella Maris e suas piscinas naturais, que são formadas durante a maré baixa.

"Eu tenho algumas praias preferidas em Salvador, por motivos diferentes. A praia da Ribeira, porque o mar é calmo e isso torna a experiência mais relaxante. A praia de Stella Maris porque o mar forma piscinas (e a comida é muito boa). E o porto da Barra, que merece a fama que tem e é, ao meu ver, a praia mais bonita da cidade. Concentra uma diversidade muito grande de pessoas e o mar, assim como o da Ribeira, não forma grandes ondas, é tranquilo comparado a outras praias na mesma cidade", destaca.

Quando a maré está alta, as piscinas naturais dão lugar para as fortes ondas, o que facilita a prática do surf. Em Salvador, Stella Maris é bastante conhecida pelos surfistas.

Outra opção para quem curte praias mais vazias é a Linha Verde. Localizada na Região Metropolitana de Salvador, a área tem diversas praias com boa capacidade e estrutura para receber moradores e turistas.

Para a fisioterapeuta Isabelle Maia, praias mais afastadas são opções viáveis. "As praias de Salvador estão sempre muito cheias, as pessoas levam muitas coisas, deixam tudo sujo e não pensam em quem vai chegar depois. Além de sujar as praias, acabam poluindo o meio ambiente. Por isso, prefiro as praias da Linha Verde", pontua.

Itapuã
Itapuã |  Foto: Denisse Salazar | Ag. A TARDE

Balneabilidade das praias de Salvador

Uma das principais ofertas de lazer em Salvador, as praias funcionam como atração para moradores e turistas, principalmente no final do ano, com o aumento do calor provocado pela chegada do verão. Nesta perspectiva, é fundamental que os banhistas saibam quais locais estão próprios para banho, com objetivo de evitar problemas de saúde. O diretor de Recursos Hídricos e Monitoramento Ambiental do Inema, Antonio Martins, conta que a análise de balneabilidade busca registrar o nível de bactéria presente na água do mar.

"Nós do Inema realizamos o que a gente chama de análise de balneabilidade. É uma análise feita semanalmente a partir da coleta de amostras, onde um técnico chega até os pontos que são espalhados na costa baiana. Nós temos 138 pontos de coleta. Aqui em Salvador temos 38. O técnico vai, coleta uma amostra da água e verifica a incidência de uma bactéria chamada Escherichia coli", afirma.

A Escherichia coli está presente em fezes humanas e de animais. Na análise de balneabilidade é possível perceber a quantidade da bactéria registrada na água, o que vai dizer se o mar está próprio ou não para o contato primário e recreativo da população.

"Durante cinco semanas, se todas essas coletas em 80% de quantitativo, houver a incidência de 800 ou mais partes da bactéria E. coli, significa que aquela água está imprópria para banho. A gente segue normas específicas, restritas em relação à garantia da balneabilidade. Na verdade é uma análise de contato primário, ou seja, se aquela água está adequada para banho, para o uso recreativo em um período prolongado", explica.

Os boletins são atualizados periodicamente, com resultados que variam entre as praias. Na última análise, locais como Paripe, Tubarão, Patamares, Armação e Corsário registraram os maiores índices de Escherichia coli, o que representa um risco para a saúde dos banhistas que tiverem contato com a água. O Inema recomenda que a população avalie a balneabilidade do mar no aplicativo Vai dar Praia, disponível nas plataformas Android e IOS.

Segundo análise realizada pelo Portal A TARDE por meio do aplicativo ‘Vai dar Praia’, o último balanço divulgado pelo Inema aponta que as praias de São Tomé de Paripe, Ribeira, Boa Viagem, Porto da Barra, Farol da Barra, Amaralina, Piatã, Itapuã e Stella Maris estão próprias para banho, enquanto a praia da Penha, também no bairro da Ribeira, está com status de imprópria. Situação que pode mudar a depender da próxima análise de balneabilidade.

Entre os fatores que podem influenciar para que uma praia fique imprópria para banho, estão períodos chuvosos, derramamento de óleo, extravasamento de esgoto, ocorrência de maré vermelha, floração de algas potencialmente tóxicas ou outros organismos que podem prejudicar a saúde humana.

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS