60 anos da ditadura militar: 10 filmes para entender o regime | A TARDE
Atarde > A TARDE + > CINEINSITE

60 anos da ditadura militar: 10 filmes para entender o regime

Brasil ficou por mais de 20 anos sob o regime, até a redemocratização em 1985

Publicado domingo, 31 de março de 2024 às 10:21 h | Atualizado em 31/03/2024, 13:10 | Autor: Edvaldo Sales
“Marighella” narra os últimos anos de vida do ex-deputado Carlos Marighella
“Marighella” narra os últimos anos de vida do ex-deputado Carlos Marighella -

Em 31 de março de 1964 teve início no Brasil uma época em que os militares ficaram no poder, de forma ditatorial. O período é conhecido por historiadores como a “era do chumbo”. A ditadura militar, que completa 60 anos neste domingo, 31, começou com a deposição do então presidente João Goulart. Assim, o país ficou por mais de 20 anos sob o regime, até a redemocratização em 1985.

>>> Marcha que homenageia as vítimas ditadura ocorrerá 1º de abril

Durante esses anos, os militares no poder alegavam ter, como um de seus grandes objetivos, “combater o comunismo”. Para isso, no entanto, eles foram responsáveis pela prisão, tortura, desaparecimento e até mesmo morte de centenas de opositores ao regime.

A ditadura deixou mais de 400 mortos e 364 continuam como desaparecidos políticos, sem que os familiares ou o governo saibam seu paradeiro ou o de seus corpos. O Brasil também não avançou em determinar o número de camponeses e indígenas vítimas.

Após o regime, diversos filmes passaram a abordar o período e ajudam a entender o que foi a ditadura e os impactos dela na sociedade brasileira. O Cineinsite A TARDE preparou uma lista com 10 desses longas que são essenciais para manter viva na memória a lembrança sobre uma das partes mais repressivas da história do Brasil.

Pra frente, Brasil - 1982

Dirigido por Roberto Farias, “Pra frente, Brasil” foi um dos primeiros filmes a retratar os horrores do tempo do regime militar e mostra a euforia do Brasil em meio a copa de 1970, enquanto prisioneiros políticos eram torturados nos porões da ditadura.

Disponível no YouTube.

Lamarca - 1994

Imagem ilustrativa da imagem 60 anos da ditadura militar: 10 filmes para entender o regime

Paulo Betti interpreta o guerrilheiro Carlos Lamarca no longa baseado na biografia do militar e guerrilheiro. Capitão do Exército Brasileiro, ele desertou em 1969 e tornou-se um dos comandantes da Vanguarda Popular Revolucionária.

Disponível no YouTube.

O que é isso, companheiro? - 1997

O filme conta a história do sequestro de Charles Burke Elbrick, embaixador dos EUA no Brasil, em setembro de 1969. A retenção do diplomata foi pensada e executada por integrantes dos grupos MR-8 e da Ação Libertadora Nacional (ALN).

Disponível no Globoplay e no Prime Video.

Zuzu Angel - 2006

No longa, Patrícia Pillar vive a estilista brasileira Zuzu Angel, que teve seu filho, o militante político Stuart Angel Jones, torturado e morto pela ditadura. Sua busca por explicações somente terminou com sua própria morte, em 1976, em um acidente de carro envolvido em circunstâncias suspeitas.

Disponível no Prime Video.

O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias - 2006

A história se passa em 1970. Mauro é um garoto mineiro de 12 anos que adora futebol e jogo de botão. Um dia sua vida muda completamente, já que seus pais saem de férias de forma inesperada e sem motivo aparente para ele. Na verdade, os pais de Mauro foram obrigados a fugir por serem de esquerda, deixando-o com o avô paterno.

Disponível no Globoplay.

Batismo de Sangue - 2007

O filme baseado no livro homônimo de Frei Betto conta a história do convento dos frades dominicanos de São Paulo que, durante a década de 60, apoiou logística e politicamente a Ação Libertadora Nacional, grupo comandado por Carlos Marighella.

Disponível no Globoplay e no Prime Video.

O dia que durou 21 anos - 2012

O documentário aborda a participação do governo dos Estados Unidos no golpe de estado que depôs o presidente João Goulart, em 1964, e detalha sua participação no regime militar brasileiro.

Disponível na Apple TV.

Tatuagem - 2013

Em 1978, um grupo de artistas provoca a moral e os bons costumes policiados pela ditadura militar. Em um teatro/cabaré, localizado entre duas cidades do Nordeste do Brasil, eram realizados os espetáculos da trupe, conhecida como Chão de Estrelas.

Disponível na Netflix e no Prime Video.

Pastor Cláudio - 2018

O documentário traz depoimentos perturbadores sobre o delegado Cláudio Guerra, que afirma ter cometido nove assassinatos a pedido dos militares enquanto atuou pelo SNI (Serviço Nacional de Informações) e pelo Dops do Espírito Santo. 

Marighella - 2021


O filme narra os últimos anos de vida do ex-deputado Carlos Marighella. O ponto de partida é sua saída do PCB e opção pela luta armada, quando funda a Ação Libertadora Nacional (ALN). Lançado durante o governo Bolsonaro, o filme foi alvo de diversos ataques da extrema direita.

Disponível no Globoplay e no Prime Video.

Publicações relacionadas