"As pessoas se identificam", avalia Érico Brás sobre 'Ó Paí, Ó' | A TARDE
Atarde > a tarde + > CINEINSITE

"As pessoas se identificam", avalia Érico Brás sobre 'Ó Paí, Ó'

Intérprete de Reginaldo afirmou que constantemente alguém relembra frases dos personagens

Publicado quinta-feira, 16 de novembro de 2023 às 08:00 h | Autor: Da Redação
Imagem ilustrativa da imagem "As pessoas se identificam", avalia Érico Brás sobre 'Ó Paí, Ó'
-

Durante a pré-estreia de 'Ó Paí, Ó 2' no Cine Glauber Rocha, Érico Brás, que dá vida ao taxista Reginaldo, afirmou que os personagens do filme ficaram marcados no imaginário do público.

Veja as sessões de “O Paí, Ó 2” no Cineinsite A TARDE

"Vira e mexe você vê alguém usando uma fala dos personagens de 'Ó Paí, Ó'. Então, fazer Reginaldo de novo é plantar a felicidade e sucesso dessa obra que é tão bem quista pelo público", conta Brás em conversa com o Cineinsite A TARDE.

Ele afirmou que interpretar o taxista é fácil "pois ele está no imaginário do público brasileiro. O personagem, assim como os outros, não morreu".

Para Brás, as pessoas se identificam com o filme devido o enredo abordar a história de uma comunidade.

LEIA TAMBÉM

Em pré-estreia lotada, Lázaro Ramos celebra 'Ó Paí Ó: "muita alegria"

"Em qualquer lugar do mundo, comunidade é comunidade, periferia é periferia, cortiço é cortiço. E o mundo está povoado de gente preta, nós somos representantes dessa galera, a Bahia é um dos lugares onde mais se vê preto no mundo".

O ator avalia que o sucesso se dá devido a representatividade proporcionada ao público. "Quando a galera se vê na tela, gosta, se vê representado, e aí enche cinema, streaming, frente da TV, por isso o sucesso".

Entre o público presente para acompanhar a estreia do filme, Evelin contou que, com base na experiência com o primeiro filme, acredita que o segundo será ainda mais incrível.

"Acredito que o segundo vai entregar muito mais, com muita alegria, muito riso, muito afeto, tudo aquilo que o baiano gosta, então sei que o filme vai estar incrível", contou.

Ela afirmou ainda que o fato do filme ter sido gravado em Salvador, com elenco majoritariamente da capital baiana, torna a produção ainda mais especial.

"Só por ter sido feito aqui em Salvador, com boa parte do elenco e figurantes são daqui de Salvador, mostra pra todo mundo que conseguimos ocupar um espaço desse na cultura e arte, é surreal".

Além da pré-estreia desta quarta-feira, 15, outras sessões acontecerão nos dias 17, 18 e 19 para o público, em Salvador. Já a estreia nos cinemas do Brasil será no dia 23 de novembro com distribuição da H2O Films.

Publicações relacionadas