Ex-produtor de Gal Costa chama Wilma Petrillo de “golpista” | A TARDE
Atarde > A TARDE + > Entretenimento

Ex-produtor de Gal Costa chama Wilma Petrillo de “golpista”

Ex-funcionário afirmou que a cantora era dona de uma fortuna em joias

Publicado sexta-feira, 10 de maio de 2024 às 13:02 h | Autor: Da Redação
Defesa da empresária afirmou que o ex-produtor terá de provar as declarações
Defesa da empresária afirmou que o ex-produtor terá de provar as declarações -

Ex-produtor de Gal Costa, Gabriel Fischmann chamou a empresária e viúva Wilma Petrillo de “golpista” e afirmou que, diferentemente do que a empresária afirmou em entrevista ao Fantástico, da TV Globo, a cantora era dona de uma fortuna em joias.

Em uma sequência de publicações no Instagram, Gabriel compartilhou imagens de joias e relógios de luxo. Nelas, o profissional classificou a ex-empresária da artista como “narcisista”, “ladra”, “canalha” e “mentirosa”.

A estimativa do ex-funcionário aponta que o valor total dos relógios seria superior a R$ 655 mil. Entre os itens estariam acessórios como Tank Américaine, Rolex Day-Date, Ballon Bleu de Cartier e TAG Hauer Carrera.

“Vou desmentir a mentira da Wilma de que não há joias. Que era tudo 'emprestado'. Vou provar que tem, sim, joias em posse dela e que é direito do Gabriel, único e legítimo herdeiro”, disparou Gabriel Fischmann.

Em entrevista concedida ao Fantástico, Wilma havia negado que Gal tenha deixado uma fortuna de herança e disse que as joias usadas pela artista eram emprestadas. “Eu sei que não é pequena [a dívida]. A herança é pequena. Não tem grandes coisas. Dizem que Gal tinha uma fortuna, mas não tinha. Eu morava com ela”, disse.

Ao Splash, a defesa da empresária afirmou que o ex-produtor terá de provar as declarações, "sob pena de responder cível e criminalmente por isso". Já a defesa de Gabrie, filho de Gal disse que a cantora deixou uma mansão em São Paulo, obras de arte, dois automóveis de luxo, joias e recursos financeiros em contas bancárias no Brasil e no exterior.

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS