Menu
Pesquisa
Pesquisa
Busca interna do iBahia
HOME > A TARDE AGRO
Ouvir Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no Facebook Compartilhar no X Compartilhar no Email
29/04/2024 às 0:00 • Atualizada em 29/04/2024 às 7:10 - há XX semanas | Autor: José Luiz Tejon

Na guerra dos três poderes, o País precisa do 4º poder, urgente

Confira a coluna A TARDE Agro

Imagem ilustrativa da imagem Na guerra dos três poderes, o País precisa do 4º poder, urgente
-

“A democracia é o melhor sistema de governo, agora a sociedade civil tem que se organizar. A regra mundial é quem estiver organizado vai, quem não estiver não vai, por isso eu não confio mais somente em governo”, in memorian, palavras do Alysson Paolinelli para mim, em 7 de dezembro de 2017, na cidade de Janaúba, em Minas Gerais.

E na polarização, guerras dentro dos três poderes constituídos, Legislativo, Executivo e Judiciário, conflitos chegando ao ponto de poderes de outros países participarem das polarizações e ainda incluirmos personagens como Elon Musk nos nossos destinos. Sem dúvida, está na hora do 4º poder de uma nação tomar ação e contribuir para o nosso rumo.

As confederações nacionais empresariais formam o conjunto que realiza o PIB do País. No caso do agronegócio, está na soma da indústria, do comércio, serviços e agropecuária uma responsabilidade de algo em torno de 1/3 do PIB nacional.

Pergunto, tomando como fundamento a declaração de um herói do agro brasileiro, Alysson Paolinelli, in memorian, não seria chegada a hora de reunirmos pelo menos a Confederação Nacional da Agropecuária, a Confederação Nacional do Comércio, a Confederação Nacional da Indústria, a financeira, a das cooperativas e a do transporte, saúde e serviços? Seriam oito lideranças para começar que, reunidas, poderiam ter um plano de desenvolvimento e crescimento do PIB brasileiro.

Um projeto integrado, imitando de forma mais ampla a iniciativa que foi realizada anos atrás com o Renovabio, onde a indústria, com agropecuária, ciência, serviços, comércio, ao lado do governo, deu ao País um norte, metas, rumos no setor dos biocombustíveis.

O Brasil não merece ser pautado pela discórdia, polarização, desinformação, e ficarmos como que hipnotizados pelos conflitos internos ideológicos e político-partidários, indo aos egos pessoais, em meio a uma riqueza extraordinária, plena de potenciais num País único no mundo hoje, como potência alimentar, energética e ambiental.

A reunião da sociedade civil organizada, que cria e constrói o PIB brasileiro, precisa assumir seu protagonismo para que possamos ter um comando econômico, empreendedor e, aí sim, junto com os lados saudáveis do governo, e no caso do agronegócio com a ciência, da Embrapa, dos institutos agronômicos, das universidades, podermos ter um legítimo plano de estado nacional. E por que não uma meta que dobre o PIB de tamanho gerando empregos, renda e dignidade de vida para todos?

Hora do 4º poder aparecer, juntos, reunidos com planejamento estratégico integrado para o País. Os outros 3 poderes estão precisando muito do 4º.

Assuntos relacionados

agropecuária democracia Desenvolvimento economia polarização Sociedade Civil.

Compartilhe essa notícia com seus amigos

Compartilhar no Email Compartilhar no X Compartilhar no Facebook Compartilhar no Whatsapp

Tags:

agropecuária democracia Desenvolvimento economia polarização Sociedade Civil.

Repórter cidadão

Contribua para o portal com vídeos, áudios e textos sobre o que está acontecendo em seu bairro

ACESSAR

Assuntos relacionados

agropecuária democracia Desenvolvimento economia polarização Sociedade Civil.

Publicações Relacionadas

A tarde play
Play

Jusmari elogia governo Jerônimo em evento de apoio ao agronegócio

Play

Secretário comenta projeto de estímulo à agricultura familiar

x

Assine nossa newsletter e receba conteúdos especiais sobre a Bahia

Selecione abaixo temas de sua preferência e receba notificações personalizadas

BAHIA BBB 2024 CULTURA ECONOMIA ENTRETENIMENTO ESPORTES MUNICÍPIOS MÚSICA POLÍTICA