Menu
Pesquisa
Pesquisa
Busca interna do iBahia
HOME > bahia > SALVADOR
Ouvir Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no Facebook Compartilhar no X Compartilhar no Email
18/11/2023 às 6:00 • Atualizada em 18/11/2023 às 8:25 - há XX semanas | Autor: Carla Melo

SUSTENTABILIDADE

Fórum discute melhores práticas para espaços urbanos em Salvador

Participarão empresários, advogados, gestores, estudantes, membros políticos e outros agentes da sociedade

O evento vai debater temas baseados nas necessidades de segurança jurídica no mundo empresarial e no ambiente imobiliário da cidade
O evento vai debater temas baseados nas necessidades de segurança jurídica no mundo empresarial e no ambiente imobiliário da cidade -

Discutir os espaços urbanos entre agentes do setor público e privados para abrir caminhos para o ordenamento das cidades e construir uma política urbana sustentável. Este é o objetivo do 1º Fórum Baiano de Direito das Cidades, que será sediado em Salvador, no dia 30 de novembro.

Realizado pela Associação Comercial da Bahia (ACB), por meio da sua Diretoria de Sustentabilidade, em parceria com o Instituto Baiano de Direito Imobiliário (IBID), o evento deve reunir empresários, advogados, gestores, estudantes, agentes políticos, membros do Judiciário, jornalistas e todos aqueles que têm interesse no debate do segmento.

Atentas às mudanças da sociedade nos últimos anos, as instituições que promovem o evento idealizaram as discussões baseadas nas necessidades de segurança jurídica no mundo empresarial e no ambiente imobiliário da cidade, com foco na sustentabilidade e na pesquisa científica.

“Precisamos crescer com ordenamento, com segurança jurídica, para promovermos o desenvolvimento econômico e social, a geração de emprego, renda e tributos que mantêm o Estado. Assim, as pautas do Fórum foram definidas com o propósito de atrair a atenção e o interesse da sociedade para estes importantes temas”, aponta Paulo Cavalcanti, presidente da ACB.

Na Pupileira, em Nazaré, o evento será organizado em painéis que abordarão temas e propostas como gestão cooperada do meio ambiente urbano, parcelamento do solo como vetor de desenvolvimento urbano e ambiental e Agenda 2030 da ONU.

“Todos os temas serão abordados trazendo os aspectos teóricos e especialmente as circunstâncias fáticas, entraves, soluções que pretendem viabilizar o debate proativo. O que buscamos é a mudança positiva, é o enlace das ideias e pontos de vista dissonantes, é a criação de pontes entres os diversos setores do mercado imobiliário, e, sobretudo, a conjugação multidisciplinar em direção ao resultado efetivo para o desenvolvimento sustentável dos espaços urbanos”, completa Carlos Onofre, presidente do Instituto Baiano de Direito Imobiliário (IBDI).

Sustentabilidade

Com o aumento das discussões sobre ESG, sustentabilidade e práticas ambientais de impacto positivo, o evento trará abordagens quando o desenvolvimento econômico das cidades concomitantemente a essa nova realidade na sociedade.

“O 1º Fórum Baiano de Direito das Cidades apresenta inovação ao promover a análise multisetorial sobre as formas de atingir o desenvolvimento econômico das cidades de forma sustentável, e conjugar os diversos players do mercado imobiliário, todos voltados para o debate necessário sobre a sustentabilidade, garantido a um só tempo o crescimento econômico urbano, o bem-estar social e ambiental e o respeito aos anseios do mercado imobiliário, através de uma dialética construtiva, de forma a estruturar uma base sólida de crescimento econômico sustentável do mercado imobiliário”, aponta Carlos Onofre.

A escolha da cidade para sediar o evento também tem um porquê. A decisão, segundo os organizadores do evento, reflete além da rica história e cultura da cidade, e sua relevância no cenário jurídico e urbano da Bahia.

“O planejamento dos espaços urbanos em Salvador precisa ser repensado e debatido a curto e longo prazo. Sabemos que a nossa cidade, como muitas cidades do Brasil, passou por um processo de urbanização acelerada e de explosão demográfica e essa urbanização se deu de maneira desordenada e sem o planejamento adequado. Sendo essencial debater e discutir meios de promover o desenvolvimento territorial e econômico de forma juridicamente sólida e plural", explica Isabela Suarez, Vice-Presidente de Sustentabilidade da Associação Comercial da Bahia.

Assuntos relacionados

desenvolvimento sustentável Direito das Cidades Fórum Baiano Segurança Jurídica sustentabilidade

Compartilhe essa notícia com seus amigos

Compartilhar no Email Compartilhar no X Compartilhar no Facebook Compartilhar no Whatsapp

Tags:

desenvolvimento sustentável Direito das Cidades Fórum Baiano Segurança Jurídica sustentabilidade

Repórter cidadão

Contribua para o portal com vídeos, áudios e textos sobre o que está acontecendo em seu bairro

ACESSAR

Assuntos relacionados

desenvolvimento sustentável Direito das Cidades Fórum Baiano Segurança Jurídica sustentabilidade

Publicações Relacionadas

A tarde play
O evento vai debater temas baseados nas necessidades de segurança jurídica no mundo empresarial e no ambiente imobiliário da cidade
Play

Homem rouba papagaio 'fujão' em loja de Salvador; assista

O evento vai debater temas baseados nas necessidades de segurança jurídica no mundo empresarial e no ambiente imobiliário da cidade
Play

Rodoviário perde os dentes após ser espancado por motorista em Salvador

O evento vai debater temas baseados nas necessidades de segurança jurídica no mundo empresarial e no ambiente imobiliário da cidade
Play

Polícia encontra arsenal 'assustador' dentro de parede da Lemos Brito

O evento vai debater temas baseados nas necessidades de segurança jurídica no mundo empresarial e no ambiente imobiliário da cidade
Play

PMs são flagrados colocando corpo em viatura no bairro da Boca do Rio

x

Assine nossa newsletter e receba conteúdos especiais sobre a Bahia

Selecione abaixo temas de sua preferência e receba notificações personalizadas

BAHIA BBB 2024 CULTURA ECONOMIA ENTRETENIMENTO ESPORTES MUNICÍPIOS MÚSICA POLÍTICA