TRT publica edital para venda de terrenos da CSN em Salvador

O valor da venda deve garantir pagamento de indenizações trabalhistas de rodoviários demitidos pela empresa

Publicado segunda-feira, 04 de julho de 2022 às 11:02 h | Atualizado em 04/07/2022, 13:55 | Autor: Da Redação
O preço mínimo foi fixado em R$13.420.000, que corresponde a 100% do valor da avaliação.
O preço mínimo foi fixado em R$13.420.000, que corresponde a 100% do valor da avaliação. -

O Tribunal Regional da 5ª Região (TRT-5) publicou edital referente à venda de dois terrenos do grupo CSN, concessionária que prestava serviço de transporte público para a prefeitura de Salvador. O valor da venda deve garantir pagamento de indenizações trabalhistas do rodoviários demitidos pela empresa.

De acordo com o edital, são terrenos próximos de benfeitorias e área construída, considerados como um único bem comercial. Localizados no bairro Granjas Rurais Presidente Vargas, na região da Avenida Aliomar Baleeiro, em Salvador, a área total dos dois imóveis é de 12.277m² e o preço mínimo foi fixado em R$13.420.000 (treze milhões, quatrocentos e vinte mil reais), que corresponde a 100% do valor da avaliação.

Ao longo dos últimos meses, os trabalhadores reivindicaram o pagamento proporcional do décimo terceiro salário, licença maternidade e recolocação dos trabalhadores demitidos com a falência da empresa CSN.

O contrato entre o consórcio e a prefeitura de Salvador foi rescindido no dia 27 de março de 2021, após relatório da auditoria municipal, que apontou diversas irregularidades na gestão do contrato por parte da empresa. O total da dívida acumulada é de R$516 milhões. 

Leia mais >>>>>

Ex-funcionários da CSN protestam durante homenagem no centro;

Protesto atrasa saída de ônibus de garagem em Salvador

As condições de pagamento estão descritas no edital, disponível na página de Leilões e Alienações por Iniciativa Particular. Os interessados devem apresentar suas propostas a partir do dia 8 de julho até o dia 5 de setembro. O edital foi assinado pela juíza Carla Fernandes Cunha.

Publicações relacionadas