'Baralho do Crime' da Bahia é morto em confronto com a polícia de AL | A TARDE
Atarde > Bahia

'Baralho do Crime' da Bahia é morto em confronto com a polícia de AL

Esta é a segunda liderança criminosa da Bahia encontrada em outros estados nordestinos

Publicado sábado, 23 de dezembro de 2023 às 10:43 h | Atualizado em 23/12/2023, 10:46 | Autor: Da Redação
Criminoso passou a fazer parte do Baralho do Crime em 2019
Criminoso passou a fazer parte do Baralho do Crime em 2019 -

Mais um criminoso procurado pela polícia baiana foi localizado fora da Bahia, mas em terras nordestinas. Desta vez, o caso aconteceu no estado de Alagoas.

Apontado como uma das principais lideranças de uma grande facção criminosa da Bahia com ramificações em vários estados do Nordeste, Elenildo Batista dos Santos, o "Nena" ou "Nana", de 33 anos, foi encontrado e morreu durante uma ação conjunta da Diretoria de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (Dracco) e a Superintendência Integrada de Inteligência, da Secretaria de Segurança Pública), em um condomínio de classe média (Jardins Perucaba 2), em Arapiraca.

Segundo a Polícia Civil de Alagoas, o ex-integrante do Baralho do Crime da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), foi baleado ao confrontar policiais civis do Tático da Core (Coordenadoria de Recursos Especiais) quando os agentes foram ao local para cumprir mandado de prisão pelos crimes de homicídio, roubos e tráfico de drogas.

O mandado de prisão preventiva contra Nana foi decretada pela Vara do Júri e Execuções Penais da Comarca de Camaçari, na Bahia.

Em 2019,  ele passou a integrar o Baralho do Crime, ocupando a carta "4 de Espadas". Sua área de atuação era o município de Camaçari, Região Metropolitana de Salvador.

A PCAL ainda informou que, em 2019, outro integrante da mesma facção criminosa foi preso em Maceió.

Arma apreendida com o foragido
Arma apreendida com o foragido |  Foto: Divulgação PCAL

Segundo da semana

Este é o segundo 'cabeça' de facção encontrado nos últimos dias em outros estados do Nordeste. Na terça, 19, Edinaldo Santos de Santana, vulgo 'Tui', morreu durante confronto com policiais no município de Largato, em Sergipe. Ele era apontado como gerente de uma facção criminosa ligada ao Comando Vermelho (CV) e responsável por mandar matar e decapitar um desafeto em Salvador.

Publicações relacionadas