Grupo responsável por extração e comércio ilegal de areia é alvo da PF | A TARDE
Atarde > Bahia

Grupo responsável por extração e comércio ilegal de areia é alvo da PF

A Polícia Federal cumpriu dois mandados de busca e apreensão

Publicado terça-feira, 12 de março de 2024 às 12:43 h | Autor: Da Redação
Caçambeiros e um dono de empresa extraíam areia ilegalmente
Caçambeiros e um dono de empresa extraíam areia ilegalmente -

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira, 12, a Operação Piratas das Dunas, com o objetivo de cumprir mandados judiciais decorrentes de investigação relativa à extração e comércio ilegal de areia.

De acordo com a PF, as investigações identificaram que caçambeiros e um dono de empresa que comercializa material de construção extraíam areia ilegalmente no Parque Natural Municipal das Dunas de Abrantes e Jauá, ambas localizadas em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador.

"A exploração ilícita de areia, em especial na região de Abrantes, ocorre há mais de 15 anos, causando um grande problema ambiental no município. Neste período, diversos motoristas de caçamba foram flagrados em atividade delitiva, sendo os conduzidos encaminhados para a 26ª Delegacia Territorial da Polícia Civil ou para a Polícia Federal, para lavratura de Auto de Prisão em Flagrante", diz a nota da polícia.

A Polícia Federal cumpriu dois mandados de busca e apreensão, expedidos pela 17ª Vara Federal da Seção Judiciária da Bahia, em endereços relacionados aos participantes da atividade ilícita investigada.

Os investigados pela extração e comercialização de areia ilegal responderão pelos crimes de extração ilegal de recursos minerais, usurpação de bens da União e associação criminosa. As penas, somadas, podem chegar a nove anos de reclusão.

Publicações relacionadas