Menu
Pesquisa
Pesquisa
Busca interna do iBahia
HOME > BAHIA
Ouvir Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no Facebook Compartilhar no X Compartilhar no Email
16/05/2024 às 8:48 - há XX semanas | Autor: Portal Massa!

‘Matador de presídio’, chefão de facção da Bahia ganha a liberdade

Marilton Nunes de Jesus tem forte atuação em Feira de Santana

Marilton estava no Conjunto Penal de Lauro de Freitas
Marilton estava no Conjunto Penal de Lauro de Freitas -

Com um legado de mortes dentro do Conjunto Penal de Serrinha, no interior da Bahia, Marilton Nunes de Jesus saiu da prisão na terça-feira, 14. Segundo informações recebidas pelo Portal Massa!, ele recebeu a soltura do Conjunto Penal de Lauro de Freitas após decisão judicial. Anteriormente, ele já estava em regime semiaberto, mas com a dificuldade para conseguir emprego, permaneceu a maioria do tempo na detenção.

Leia também:

>> Homem é preso em Salvador por envolvimento com pornografia infantil

>> Após tiroteios e violência, policiamento é reforçado na Vila Verde

Considerado um dos líderes da Katiara em Feira de Santana, o indivíduo carregou a missão de ser a ‘corrente’ de outro meliante, identificado pelo vulgo de ‘Roceirinho’, durante um período sangrento. Conhecido também pelo apelido de ‘Mamai’, ele acompanhou a decisão do Ministério Público, decretada em dezembro de 2016, de colocá-lo por mais um ano no cerco fechado.

Vida no crime

Imagem ilustrativa da imagem ‘Matador de presídio’, chefão de facção da Bahia ganha a liberdade
| Foto: Reprodução

De dentro da cadeia, Marilton colocou duas pessoas no tribunal do crime. Foi dele a ordem para matá-las, após seu coligado morrer em um shopping no interior da Bahia. Além disso, ele decretou que uma terceira vítima fosse violentada, onde mandou traficantes rasparem o cabelo de uma mulher, que era companheira de um dos rapazes.

As duas mortes, ainda conforme informações obtidas pela reportagem, foram homens que arquitetaram o assassinato do ‘parça’ de Marilton no bairro de Queimadinha, na Princesinha do Sertão. Essas vítimas tinham os nomes de Luan Oliveira e Wendel Carneiro, traficantes de uma facção criminosa rival.

Acobertado

Ainda dentro do presídio, o mesmo indivíduo foi visto usando entorpecentes algumas vezes. Com o currículo extenso, a Polícia Civil acionou a Vara de Execuções Penais de Feira para que Mamai fosse mantido no presídio.

Conexão com PCC

A Katiara tem forte ligação com outro grupo criminoso, o Primeiro Comando da Capital (PCC). Mamai também atuou no tráfico de drogas em outros municípios da Bahia, como Salvador.

Assuntos relacionados

crime organizado Facções criminosas LIBERDADE CONDICIONAL sistema prisional tráfico de drogas violência no Brasil

Compartilhe essa notícia com seus amigos

Compartilhar no Email Compartilhar no X Compartilhar no Facebook Compartilhar no Whatsapp

Tags:

crime organizado Facções criminosas LIBERDADE CONDICIONAL sistema prisional tráfico de drogas violência no Brasil

Repórter cidadão

Contribua para o portal com vídeos, áudios e textos sobre o que está acontecendo em seu bairro

ACESSAR

Assuntos relacionados

crime organizado Facções criminosas LIBERDADE CONDICIONAL sistema prisional tráfico de drogas violência no Brasil

Publicações Relacionadas

A tarde play
Marilton estava no Conjunto Penal de Lauro de Freitas
Play

Funcionárias de farmácia imobilizam homem suspeito de furto; VÍDEO

Marilton estava no Conjunto Penal de Lauro de Freitas
Play

Vídeos revelam detalhes sobre assassinato de idosa na Bahia: veja

Marilton estava no Conjunto Penal de Lauro de Freitas
Play

VÍDEO: Caminhão tomba e população rouba carga de frango na Bahia

Marilton estava no Conjunto Penal de Lauro de Freitas
Play

Líderes de facções em presídios no RJ viram alvos de operação da PCBA

x

Assine nossa newsletter e receba conteúdos especiais sobre a Bahia

Selecione abaixo temas de sua preferência e receba notificações personalizadas

BAHIA BBB 2024 CULTURA ECONOMIA ENTRETENIMENTO ESPORTES MUNICÍPIOS MÚSICA POLÍTICA