MPT faz campanha pela saúde mental no ambiente de trabalho na Bahia | A TARDE
Atarde > Bahia

MPT faz campanha pela saúde mental no ambiente de trabalho na Bahia

Procurador-chefe do MPT na Bahia, Maurício Brito, explica cenário desafiador no estado

Publicado terça-feira, 02 de abril de 2024 às 10:00 h | Autor: Madson Souza
Imagem ilustrativa da imagem MPT faz campanha pela saúde mental no ambiente de trabalho na Bahia
-

Apenas na última semana de março ocorreram três acidentes fatais em ambientes de trabalho na Bahia. Mais de 570 mil afastamentos por transtornos mentais no país foram registrados em 2020 - número 26% maior do que o registrado em 2019 -, conforme dados do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Com o intuito de chamar atenção para a prevenção de acidentes e adoecimentos decorrentes do trabalho, o Ministério Público do Trabalho (MPT) promove o Abril Verde.

O tema da campanha deste ano é focado na questão da saúde mental no ambiente de trabalho. Com o slogan “Adoecimento também é acidente do trabalho. Conhecer para prevenir”, estão previstas ações como seminários, audiências, organização de fiscalizações em temáticas envolvendo o ambiente de trabalho, e iluminação de prédios e monumentos públicos.

O procurador-chefe do MPT na Bahia, Maurício Brito, explica a relevância do tema. “Nesse novo século, nessa nova era em que estamos, a questão das telas, das exigências, da meta, da entrega de resultados, da cobrança excessiva cada vez mais, isso ocasiona uma série de adoecimentos mentais. A maior epidemia que nós temos é a epidemia de doenças mentais no ambiente de trabalho, especialmente no brasileiro”.

O reconhecimento da preocupação com a saúde mental no ambiente de trabalho é um assunto cada vez mais presente. No grupo de 468 doenças listadas pelo MTE estão incluídas transtornos como depressão, ansiedade, pânico, estresse pós-traumático, transtorno bipolar e fobia social.

Outro dado relevante é o reconhecimento da síndrome de Burnout como doença decorrente do trabalho, pela Organização Mundial de Saúde (OMS), em 2022.

É nesse cenário que Maurício reforça a importância do conhecimento para prevenção de doenças. “A gente tem que saber da importância de cuidar do ambiente de trabalho interno, cuidar do nosso pessoal, ter um olhar ali para o próximo, uma escuta ativa, ter ouvidoria instalada, ter canal médico, ter equipe médica, fazer exames periódicos, conversar, palestras no ambiente de trabalho, porque conhecer o próximo, também é uma forma de prevenção”.

Números

De 2012 a 2022, foram comunicados 6,7 milhões acidentes de trabalho e 25,5 mil mortes no emprego com carteira assinada, segundo os dados atualizados do Observatório de Segurança e Saúde no Trabalho. O atendimento hospitalar é o setor econômico com mais notificações de acidentes de trabalho, com 13,6%. A construção de edifícios vem em seguida com 2,9% das notificações.

No mesmo período e pelo mesmo critério de registro de casos, a Bahia teve 2.334 acidentes fatais de um total de 374.328 casos comunicados. A estimativa é que esses números sejam até quatro vezes maiores.No período de 2012 a 2022, ocorreram em todo o país 2,3 milhões de afastamentos pelo INSS em razão de doenças e acidentes de trabalho, e o gasto com benefícios previdenciários acidentários, em valores nominais, chega a R$136 bilhões.

Publicações relacionadas