Anestesista sedou paciente sete vezes durante estupro, diz inquérito

Estupro começou 50 segundos após marido da gestante sair da sala

Publicado quarta-feira, 20 de julho de 2022 às 13:02 h | Atualizado em 20/07/2022, 13:02 | Autor: Da Redação
Quintella foi preso no dia 11 de julho
Quintella foi preso no dia 11 de julho -

O inquérito policial da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) de São João de Meriti, no Rio de Janeiro, apontou que o anestesista Giovanni Quintella Bezerra sedou a paciente sete vezes durante o estupro.

A conclusão do inquérito aconteceu nesta terça-feira, 19, a menos de dez da gravação que levou o médico a ser preso em flagrante. As imagens foram gravadas pela equipe de enfermagem, que desconfiava da conduta do médico.

Também foi constatado no inquérito que o estupro começou cinquenta segundos após o marido da vítima sair da sala. Cerca de outros trinta possíveis casos de estupro do mesmo médico têm sido investigados.

O Hospital Estadual da Mãe de Mesquita, em outra unidade de saúde, também na Baixada Fluminense, comunicou que o médico acompanhou mais de 20 cirurgias. Os investigadores examinam se, nestes casos, ele também usou medicamentos desnecessários ou em excesso.

Por conta de uma determinação é da Justiça do Rio de Janeiro, o anestesista deverá passar por avaliação psicológica.

Publicações relacionadas