Investigado por corrupção ativa, padre Robson admite em áudio ser chefe de quadrilha

Publicado quinta-feira, 25 de novembro de 2021 às 13:52 h | Atualizado em 25/11/2021, 14:00 | Autor: Redação

Uma gravação publicada no Jornal da Record nesta quarta-feira, 24, expõe uma declaração do padre Robson de Oliveira Pereira, afastado de uma associação católica da qual presidia após o começo de operação deflagrada pelo Ministério Público de Goiás, em agosto de 2020

A gravação foi feita pelo próprio padre Robson, que conversava com advogados. “E eu sou o chefe da quadrilha”, diz o padre. O arquivo foi apreendido pelo MP do estado e periciado com autorização da Justiça.

Foi apresentado pela Polícia Federal, na quarta-feira da semana passada, 17, um novo pedido de prisão preventiva contra o padre Robson e mais quatro pessoas por corrupção ativa. O pedido ainda está em análise no Supremo Tribunal de Justiça (STJ).

O padre Robson tem 47 anos, é ex-reitor do Santuário Basílica de Trindade (GO) e é investigado por supostos desvios de dinheiro de doação de fiéis.

Publicações relacionadas