Justiça mantém prisão preventiva de Roberto Jefferson | A TARDE
Atarde > Brasil

Justiça mantém prisão preventiva de Roberto Jefferson

Documento do MPF cita necessidade da prisão preventiva do acusado ser revista a cada 90 dias

Publicado sábado, 28 de janeiro de 2023 às 14:26 h | Autor: Da Redação
Prisão em flagrante de Roberto Jefferson foi transformada em preventiva, por Alexandre de Moraes, três dias após ataque aos policiais federais
Prisão em flagrante de Roberto Jefferson foi transformada em preventiva, por Alexandre de Moraes, três dias após ataque aos policiais federais -

A juíza Abby Ilharco Magalhães, da 1ª Vara Federal de Três Rios (RJ), manteve a prisão preventiva do ex-deputado federal Roberto Jefferson (PTB-RJ), o que impede que seja convertida em medidas cautelares.

O documento do Ministério Público Federal reitera a necessidade da prisão preventiva de Jefferson ser revista a cada 90 dias. Caso não seja mantida a preventiva, passar a ser convertida em medidas cautelares.

Jefferson teve a prisão preventiva mantida, na última terça-feira, 24, por decisão do ministro do Supremo Tribunal Federa,  Alexandre de Moraes. Roberto Jefferson foi preso em flagrante no último dia 23 de outubro de 2022, após proferir xingamentos a ministra Cármen Lúcia, do STF, além de atacar agentes da Polícia Federal, em Comendador Levy Gasparian, no interior do Estado do Rio de Janeiro, ocasião na qual foram recebidos a tiros e granadas.

A juíza citou o elevado potencial ofensivo do armamento apreendido na casa de Jefferson, que tinham granadas e armamento de uso restrito. O acusado disparou de 50 a 60 vezes contra a viatura da PF, de acordo com a citação da magistrada.

Três dias depois do ataque aos policiais federais, o ministro Alexandre de Moraes transformou a prisão em flagrante de Jefferson em preventiva.

Publicações relacionadas