Morre jovem indígena que sofreu queimaduras em jantar de formatura | A TARDE
Atarde > Brasil

Morre jovem indígena que sofreu queimaduras em jantar de formatura

Jaqueline Tedesco era conhecida pela atuação em movimentos sociais

Publicado sexta-feira, 15 de março de 2024 às 22:14 h | Autor: Da Redação
Jaqueline Tedesco
Jaqueline Tedesco -

Morreu nesta sexta-feira (15) a líder indígena Jaqueline Tedesco, de 26 anos, do povo Kaingang. Ao comemorar sua formatura em Direito na Universidade Federal do Rio Grande (FURG), ela sofreu graves queimaduras no queixo, braços, seios e mãos.

A jovem estava acompanhada de familiares e amigos, em celebração que aconteceu na noite de sábado (9), em restaurante na cidade de Rio Grande. Jaqueline teve 30% do corpo queimado no momento em que o rechaud, uma espécie de fogareiro usado na preparação de fondue, foi reabastecido. 

A informação da morte da jovem foi divulgada pela Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB), que destacou o protagonismo de Jaqueline como primeira estudante indígena a ser eleita em uma chapa do Diretório Central dos Estudantes (DCE) e a primeira a se tornar coordenadora-geral.

O grupo pede aos órgãos competentes que investiguem o caso, “para que a morte de Jaqueline não fique impune”. Em nota, a Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai) também lamentou a morte da jovem. Segundo o órgão, ela estava internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa de Rio Grande (RS) há uma semana.

"A Funai lamenta essa triste perda e se solidariza com os amigos e familiares de Jaqueline, bem como com o povo Kaingang", diz a nota.

Publicações relacionadas