Secretário de Cultura do Estado anuncia ampliação do Ouro Negro | A TARDE
Atarde > Carnaval > Carnaval 2023

Secretário de Cultura do Estado anuncia ampliação do Ouro Negro

Projeto destinado a organizações de matriz africana será reformulado: "Vamos criar grupo de trabalho"

Publicado terça-feira, 14 de fevereiro de 2023 às 09:43 h | Atualizado em 14/02/2023, 11:02 | Autor: Lucas Franco
Bruno Monteiro chamou o momento atual de "Renascimento Cultural"
Bruno Monteiro chamou o momento atual de "Renascimento Cultural" -

A dois dias do início do Carnaval de Salvador, o secretário Estadual de Cultura, Bruno Monteiro, disse com exclusividade no programa Isso É Bahia, da Rádio A TARDE FM (103.9), que o Carnaval Ouro Negro será ampliado.

"A gente está estudando uma forma de reformulação do Ouro Negro para sua ampliação. Vamos criar um grupo de trabalho para isso. Para que ele possa se tornar uma forma de apoio mais permanente aos blocos. Não somente no Carnaval. Sabemos que eles precisam de apoio e visibilidade e as atividades geram empregos", disse Bruno Monteiro na manhã desta terça-feira, 14.

O secretário de Cultura reforçou o posicionamento de outros membros da gestão Jerônimo Rodrigues (PT) de que "quem garante o Carnaval é o Governo do Estado" e chamou o período atual "Renascimento Cultural".

Leia mais: Quem garante o Carnaval é o Governo do Estado, diz Geraldo Júnior

"Até setores da esquerda passaram a ter uma dimensão da cultura que não tinham antes. É uma evolução, nos traz uma oportunidade. Falo muito com Margareth [Menezes, ministra da Cultura] sobre isso", argumenta.

Bruno Monteiro chamou o processo de preparação do Carnaval de "maratona de muito trabalho" e disse que a tendência é que cada vez mais blocos sejam sem corda, sendo alguns deles apoiados pelo Governo do Estado. "O Carnaval é para o povo, é o evento mais democrático, então temos que criar condições para isso. Não é uma oposição [aos blocos com corda], mas a tentativa de criar mais atrações [de blocos sem cordas], pois todos têm direito de curtir o Carnaval", argumentou.

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS