Menu
Pesquisa
Pesquisa
Busca interna do iBahia
HOME > cultura > MÚSICA
Ouvir Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no Facebook Compartilhar no X Compartilhar no Email
06/04/2024 às 21:40 • Atualizada em 07/04/2024 às 13:37 - há XX semanas | Autor: Edvaldo Sales

Larissa Luz transforma músicas de Beyoncé em pagodão: “Referência”

Cantora se apresentou no Festival Viva Salvador

Larissa afirmou que é fã de Beyoncé
Larissa afirmou que é fã de Beyoncé -

A cantora Larissa Luz homenageou a Beyoncé durante seu show no Festival Viva Salvador, que celebra os 475 da capital baiana, neste sábado, 6. Na ocasião, a artista cantou versões em pagodão baiano das músicas “Break My Soul” e “Cuff It”, que integram o álbum “Renaissance”, da artista norte-americana. A apresentação aconteceu na Praça Maria Felipa (antiga Praça Cayru), no Comércio, em Salvador.

>>> “Deve chamar de tradição”, diz Pedro Tourinho sobre o Viva Salvador

Em conversa com a imprensa, Larissa afirmou que é fã de Beyoncé. “Tudo que ela faz é muito bem feito, tecnicamente falando. E tudo muito bem pensado. Eu acho ela muito inteligente nas escolhas. Fã eu sou e ela é uma referência com certeza. Achei massa ela vir para a Bahia em vários aspectos. Acho que movimenta a cidade de várias formas. Eu achei legal ela escolher Salvador, podendo ter escolhido várias outras cidades, e senti vontade de retribuir também. Mas, para além disso, eu queria trazer um bloco falando desse interesse dos artistas de fora na nossa cidade, na nossa música”, destacou.

Em dezembro de 2023, depois de muita especulação e mistério, Beyoncé desembarcou na Bahia para participar do Club Renaissance, com os fãs de Salvador. Ela subiu ao palco segurando uma bandeira do estado.

“A vinda de Beyoncé exalta a nossa cultura, exalta o que a gente tem de bom. Ela sabe do valor que tem aqui, culturalmente falando. Eu achei importante citar isso e acho importante a gente falar e dar importância para isso, pelo fato dela ter visto e ter escolhido a cidade de Salvador. Aí eu pensei em reafirmar isso. É meio que esse o recado. E trazer para nossa linguagem, botar no samba reggae, botar no pagodão. Trazer a música dela, o que ela já faz, o que ela tem para nossa linguagem, que é a simbologia dessa junção das culturas, das nossas histórias, das nossas narrativa”, pontuou.

Assista:

Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por A TARDE (@atardeoficial)

Look

Ao Portal A TARDE, Larissa deu detalhes do seu look, assinado pela marca Meninos Rei. Ela contou que participou das escolhas. “Eu sou bem encherida assim nas criações de todas as partes do espetáculo, eu vou me metendo em tudo, e não é diferente com figurino”, iniciou.

“Eu mando referencias, aí eu falo do modelo, aí eles mandam croquis, e aí eu falo: ‘não, muda isso, muda aquilo, queria calça'. E a gente vai construindo junto. Esse chapéu mesmo é muito usado em países africanos. Eu já usei no Afropunk uma vez. Aí eu peguei uns modelos também, peguei a renda, que é uma coisa muito tradicional daqui, queria usar elementos tradicionais, mas também deixar modernosa, e aí fui chegando nesse figurino”, completou.

Veja o look:

Imagem ilustrativa da imagem Larissa Luz transforma músicas de Beyoncé em pagodão: “Referência”
| Foto: Igor Santos | Secom PMS

Festival Viva Salvador

Dividido em capítulos, o espetáculo contou com a apresentação de Carlinhos Brown e Larissa Luz. A cantora assinou direção artística e roteiro junto ao diretor Gil Alves. Brown e Larissa, receberam entre os convidados o cantor Seu Jorge, que veio para interpretar compositores de Salvador num capítulo que fala sobre a relação da cidade com a escrita que vai para o Brasil. Também participou a cantora Luedji Luna, que fez uma homenagem à força feminina da cidade, e a Banda Didá, que exaltou, além das mulheres, o samba reggae e os blocos Afro.

Um momento especial aconteceu com a participação da Escola de Samba Viradouro, que apareceu no espetáculo para destacar a abertura de Salvador para a cultura do Brasil. A ideia era mostrar a disponibilidade e vontade de estar em comunhão com a pluralidade da história rítmica e cultural de todos os locais do país.

A Viradouro, que já teve as Ganhadeiras de Itapuã como inspiração do tema de 2020 (a escola foi campeã naquele ano), trouxe no evento a simbologia e a importância das trocas inter-regionais.

Imagem ilustrativa da imagem Larissa Luz transforma músicas de Beyoncé em pagodão: “Referência”
| Foto: Igor Santos | Secom PMS

Larissa e Brown, além de regentes e anfitriões, partilharam números musicais entre si e com os convidados, num repertório que foi de Gilberto Gil a Raul Seixas, passando por BaianaSystem e Gal Costa.

Assuntos relacionados

beyoncé Break My Soul Club Renaissance Cuff It Festival Viva Salvador larissa luz

Compartilhe essa notícia com seus amigos

Compartilhar no Email Compartilhar no X Compartilhar no Facebook Compartilhar no Whatsapp

Tags:

beyoncé Break My Soul Club Renaissance Cuff It Festival Viva Salvador larissa luz

Repórter cidadão

Contribua para o portal com vídeos, áudios e textos sobre o que está acontecendo em seu bairro

ACESSAR

Assuntos relacionados

beyoncé Break My Soul Club Renaissance Cuff It Festival Viva Salvador larissa luz

Publicações Relacionadas

A tarde play
Larissa afirmou que é fã de Beyoncé
Play

Vídeo: Família de Xanddy passa perrengue com tubarão em Orlando

Larissa afirmou que é fã de Beyoncé
Play

“Celebração ainda vai acontecer”, promete Ivete após turnê cancelada

Larissa afirmou que é fã de Beyoncé
Play

“É uma satisfação”, diz Keith Dunn sobre o Capão in Blues

Larissa afirmou que é fã de Beyoncé
Play

A caminho de Salvador, Toni Garrido pede que fãs doem água para o RS

x

Assine nossa newsletter e receba conteúdos especiais sobre a Bahia

Selecione abaixo temas de sua preferência e receba notificações personalizadas

BAHIA BBB 2024 CULTURA ECONOMIA ENTRETENIMENTO ESPORTES MUNICÍPIOS MÚSICA POLÍTICA