Menu
Pesquisa
Pesquisa
Busca interna do iBahia
HOME > cultura > MÚSICA
Ouvir Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no Facebook Compartilhar no X Compartilhar no Email
23/10/2023 às 17:42 - há XX semanas | Autor: Da Redação

INFÂNCIA POBRE

Latino diz que chegou a cheirar cola para inibir a fome

Cantor decidiu abrir o coração no livro “The Transformational Journey”

Cantor relatou sua história em livro
Cantor relatou sua história em livro -

Roberto de Souza Rocha, conhecido como Latino, abriu o coração sobre sua história no livro “The Transformational Journey” (A Jornada Transformadora, em tradução livre) e disse que chegou a cheirar cola de sapato para inibir a fome quando era adolescente. A biografia foi lançada na Amazon na última terça-feira, 17.

De infância pobre, Latino, que hoje tem 50 anos, presenciou a separação dos pais aos 14. Quando aconteceu o término, a mãe do cantor se mudou para os Estados Unidos depois de um novo relacionamento, enquanto ele ficou no Brasil com o pai.

O artista disse ao UOL que “teve uma vida muito sofrida” e morou na rua. Ele ganhava dinheiro lustrando sapatos e lavando carros.

O artista diz que quando buscava um imóvel nos Estados Unidos, e contou para o empresário Wagner Nolasco, um dos escritores e produtores do livro, sobre sua vida em solo americano, não imaginava que o amigo faria a ponte para registrar sua história.

A mãe de Latino voltou para o Brasil para buscá-lo com a intenção de lhe dar uma chance de ter uma nova vida no exterior. No entanto, a mudança de vida não foi fácil. Ele diz que foi difícil deixar as brincadeiras e coisas da juventude no Brasil, além de sofrer bullying fora do Brasil. Por não falar inglês fluente, ele foi apelidado de “latin boy”, porque misturava português com inglês.

Como não ia para a escola no Brasil, Latino começou os estudos do zero. No entanto, conseguiu trabalho rapidamente e deu os seus primeiros passos para entrar no mundo artístico. Chegou até a formar uma turma de cinco garotos que se apresentavam dançando. Na época, estudava, trabalhava e se apresentava aos finais de semana.

Nos cinco anos em que viveu nos Estados Unidos, também se envolveu com pessoas perigosas. Ele furtou, pichou muros, foi ferido com facadas e levou 18 pontos, além de desperdiçar a chance de viver no exterior com a sua prisão.

Latino diz que fez coisas que um adolescente que não teve princípios e educação, possivelmente faria. Quando foi preso, o brasileiro teve a opção de ser deportado para o Brasil ou de cumprir uma pena em solo americano, e ele decidiu voltar para o país natal.

Aqui sua vida se transformou. Ele teve até a chance de voltar para os Estados Unidos com o sucesso de “Dançar Kuduro” para se apresentar no Brazilian Day, depois de 10 anos sem poder voltar ao país americano. Com sucessos como “Baby me leva” e “Festa no Apê”, hoje, Latino celebra 33 anos de carreira.

Assuntos relacionados

história de vida lançamento de livro Latino

Compartilhe essa notícia com seus amigos

Compartilhar no Email Compartilhar no X Compartilhar no Facebook Compartilhar no Whatsapp

Tags:

história de vida lançamento de livro Latino

Repórter cidadão

Contribua para o portal com vídeos, áudios e textos sobre o que está acontecendo em seu bairro

ACESSAR

Assuntos relacionados

história de vida lançamento de livro Latino

Publicações Relacionadas

A tarde play
Cantor relatou sua história em livro
Play

Poderosa! Saiba quanto Shakira ganhou para cantar na Copa América

Cantor relatou sua história em livro
Play

VÍDEO: Filho de Bob Marley revela seu artista brasileiro favorito

Cantor relatou sua história em livro
Play

Vídeo: Família de Xanddy passa perrengue com tubarão em Orlando

Cantor relatou sua história em livro
Play

“Celebração ainda vai acontecer”, promete Ivete após turnê cancelada

x

Assine nossa newsletter e receba conteúdos especiais sobre a Bahia

Selecione abaixo temas de sua preferência e receba notificações personalizadas

BAHIA BBB 2024 CULTURA ECONOMIA ENTRETENIMENTO ESPORTES MUNICÍPIOS MÚSICA POLÍTICA