Jovem Pan acusa MP de censura em campanha contra suspensão da emissora | A TARDE
Atarde > Cultura > Televisão

Jovem Pan acusa MP de censura em campanha contra suspensão da emissora

Órgão solicitou o cancelamento das três outorgas de radiodifusão concedidas ao canal

Publicado quarta-feira, 28 de junho de 2023 às 19:14 h | Autor: Da Redação
Imagem ilustrativa da imagem Jovem Pan acusa MP de censura em campanha contra suspensão da emissora
-

A Jovem Pan News lançou uma campanha nesta quarta-feira, 28, em defesa da liberdade de expressão. Com a hashtag #NãoVouSerCalado, o canal convidou os telespectadores a se juntarem à luta iniciada após a decisão do Ministério Público Federal (MPF). 

O órgão solicitou o cancelamento das três outorgas de radiodifusão concedidas à Jovem Pan, alegando uma série de campanhas de desinformação veiculadas pela emissora ao longo de 2022 e início de 2023, que atentaram contra o regime democrático.

Segundo o MPF, a Jovem Pan violou a Constituição e a legislação que regula o serviço público de transmissão em rádio e TV. A entidade requer também que a Justiça Federal condene a empresa ao pagamento de R$ 13,4 milhões como indenização por danos morais coletivos, correspondendo a 10% dos ativos da emissora apresentados em seu último balanço.

Nesta tarde, vários apresentadores do canal se manifestaram, incluindo Adalberto Piotto, do programa 'Prós e Contras'. Piotto afirmou que a Jovem Pan continuará defendendo a liberdade de expressão, a Constituição e a democracia. 

Ele questionou por que mudar as regras agora e por que alguém se sente no direito de cancelar o direito do outro, enfatizando que não irão se calar.

O apresentador destacou a importância da liberdade conquistada pelo país, ressaltando que outros lutaram muito para que ela existisse. Piotto enfatizou que existem leis que devem ser seguidas, mas que a Constituição está acima de qualquer lei.

Confira o editorial da emissora.

 

  

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS