Intérpretes de Libras garantem acesso da comunidade surda à FLICA | A TARDE
Atarde > Cultura

Intérpretes de Libras garantem acesso da comunidade surda à FLICA

Mesas e palestras da Festa Literária de Cachoeira contam com tradução para a Língua brasileira de sinais

Publicado sábado, 28 de outubro de 2023 às 15:38 h | Atualizado em 28/10/2023, 16:43 | Autor: Matheus Calmon
Imagem ilustrativa da imagem Intérpretes de Libras garantem acesso da comunidade surda à FLICA
-

Os intérpretes de Libras (Língua brasileira de sinais) são os guias que traduzem o mundo da literatura e da cultura para uma linguagem que a comunidade surda possa entender. E, durante as mesas e palestras da Festa Literária Internacional de Cachoeira, são eles que abrem as portas antes trancadas para parte da população.

A inclusão de intérpretes de Libras não apenas quebra barreiras de comunicação, mas também quebra estigmas e promove a conscientização sobre a riqueza da diversidade linguística e cultural.

A turma do 'Pense Em Libras', que garante a tradução do que é falado à quem não consegue ouvir, conversou com o Portal A TARDE e relatou quão representativo e significativo é poder garantir o acesso da comunidade surda ao evento cultural.

"Eu me sinto muito agradecida por essa oportunidade de estarmos acessibilizando para a pessoa surda. É garantindo o direito que lhes assiste. É muito gratificante", celebra a intérprete Priscila Maximiano.

Já Sheila Carvalho celebra a presença dos intérpretes no espaço. "A partir do intérprete de libras na FLICA é que o surdo vai ter acesso a essa historicidade, a essa cultura, aos conhecimentos literários que o evento proporciona. Então é muito importante".

Uerbson Coutinho, que completa o trio de intérpretes, revela o desejo de que o espaço seja, em breve, ocupado também por autores surdos.

"A gente sonha que um dia na FLICA a gente possa ter futuramente atores surdos também apresentando seus livros, trazendo esse debate também da comunidade surda para que a comunidade ouvinte possa conhecer os autores surdos que temos em nosso país, inclusive na Bahia".

 

 

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS