Menu
Pesquisa
Pesquisa
Busca interna do iBahia
HOME > ECONOMIA
Ouvir Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no Facebook Compartilhar no X Compartilhar no Email
28/08/2023 às 20:43 • Atualizada em 28/08/2023 às 20:58 - há XX semanas | Autor: Da Redação

'TRANSPARÊNCIA E RESPONSABILIDADE'

Indenização de R$ 2 bilhões paga pela Ford é movimentada pelo Estado

Em junho de 2021, a fabricante de automóveis recebeu capital de giro que teve que ser devolvido ao governo

A fabricante de automóveis ainda tem plena operação do seu Centro de Desenvolvimento de Tecnologia, em Camaçari
A fabricante de automóveis ainda tem plena operação do seu Centro de Desenvolvimento de Tecnologia, em Camaçari -

Já foi realizada a classificação contábil dos R$ 2,141 bilhões pagos pela Ford ao Governo do Estado da Bahia, em junho de 2021, de uma indenização referente a um benefício concedido pela gestão estadual através do Programa Especial de Incentivo ao Setor Automotivo da Bahia (PROAUTO) à fabricante estadunidense de automóveis.

Pelo PROAUTO, a Ford recebeu um financiamento de capital de giro, que teve que ser ressarcido por determinação contratual, nos termos de análise jurídica da Procuradoria Geral do Estado (PGE), após a montadora optar por deixar a sua produção no Polo Automotivo de de Camaçari.

A compensação do valor tecnicamente consistiu numa indenização que integrou a receita corrente, mas não foi colocado como pagamento de imposto, e por isso não se confundiu com a receita tributária. Devido a isso, de acordo com a legislação aplicada à contabilidade pública, os recursos pagos pela Ford foram classificados como outras receitas e registrados na fonte 100, que é movimentada de forma transparente e regularmente fiscalizada pelas instâncias competentes, nos mesmos moldes aplicados a todas as demais fontes do Estado.

Com o fechamento em definitivo do complexo da Ford, os benefícios que haviam sido concedidos pelo Estado, com recursos do Fundo de Desenvolvimento Social e Econômico (Fundese), foram usados para se fixar o valor da indenização devida pela empresa, acrescidos de correção monetária.

Atualmente, a Ford segue presente na Bahia com a plena operação do seu Centro de Desenvolvimento de Tecnologia, em Camaçari, apesar da desmobilização de suas atividades industriais no Brasil. A unidade emprega atualmente 1.500 engenheiros e especialistas que trabalham na criação e design de novos produtos para suas operações em nível global. A manutenção do Centro de Desenvolvimento foi um dos tópicos do termo aditivo acordado em 2021 entre a empresa e o Estado da Bahia.

Assuntos relacionados

Ford Governo do Estado da Bahia indenização

Compartilhe essa notícia com seus amigos

Compartilhar no Email Compartilhar no X Compartilhar no Facebook Compartilhar no Whatsapp

Tags:

Ford Governo do Estado da Bahia indenização

Repórter cidadão

Contribua para o portal com vídeos, áudios e textos sobre o que está acontecendo em seu bairro

ACESSAR

Assuntos relacionados

Ford Governo do Estado da Bahia indenização

Publicações Relacionadas

A tarde play
A fabricante de automóveis ainda tem plena operação do seu Centro de Desenvolvimento de Tecnologia, em Camaçari
Play

Saiba detalhes do complexo eólico de R$3 bilhões inaugurado na Bahia

A fabricante de automóveis ainda tem plena operação do seu Centro de Desenvolvimento de Tecnologia, em Camaçari
Play

Chefe Dani Façanha mostra como fazer siri de forma sofisticada

A fabricante de automóveis ainda tem plena operação do seu Centro de Desenvolvimento de Tecnologia, em Camaçari
Play

Shopping abre às 6h e recebe grande movimento em Salvador; veja

A fabricante de automóveis ainda tem plena operação do seu Centro de Desenvolvimento de Tecnologia, em Camaçari
Play

Feira Baiana de Agricultura Familiar terá produtos de diversas regiões

x

Assine nossa newsletter e receba conteúdos especiais sobre a Bahia

Selecione abaixo temas de sua preferência e receba notificações personalizadas

BAHIA BBB 2024 CULTURA ECONOMIA ENTRETENIMENTO ESPORTES MUNICÍPIOS MÚSICA POLÍTICA