Bolsonaro diz que vai dar a Zelensky a “solução” para a guerra

Presidente brasileiro tem conversa por telefone com Zelensky agendada para segunda-feira, 18

Publicado quinta-feira, 14 de julho de 2022 às 13:10 h | Atualizado em 14/07/2022, 14:08 | Autor: Da Redação
Foi o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky , que procurou Bolsonaro, segundo o presidente brasileiro
Foi o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky , que procurou Bolsonaro, segundo o presidente brasileiro -

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse nesta quinta-feira, 14, que tem a solução para a Guerra na Ucrânia, que começou no dia 24 de fevereiro. Durante conversa com apoiadores em Imperatriz, no Maranhão, Bolsonaro alegou que vai compartilhar as informações que ele julga importante com Volodymyr Zelensky na segunda-feira, 18, quando os dois têm encontro marcado por telefone.

Apesar do encontro com Putin na Rússia este ano, antes de a guerra começar, Bolsonaro diz querer apenas que os dois países do leste europeu entrem em um acordo semelhante ao acordo entre Reino Unido e Argentina na Guerra das Malvinas, em 1982. Ainda de acordo com ele, foi o presidente ucraniano que o procurou.  

“Tudo que foi acordado com o presidente Putin está sendo cumprido. Da minha parte e da parte dele. Vou conversar bastante com ele [Zelensky]. É uma liderança e vou dar minha opinião para ele. Essa guerra tem causado transtorno não só para o Brasil. Brasil menos. É muito mais para a Europa”, disse Bolsonaro.

Em conversa com o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, no mês passado durante a Cúpula das Américas, Bolsonaro lamentou o conflito e disse que faria de tudo para que a paz fosse alcançada, mas alegou que “tem um país para administrar” e que, pelas suas “dependências”, “é preciso ser sempre cauteloso”.

Publicações relacionadas