Zoo ucraniano se prepara para sacrificar leões, tigres e ursos | A TARDE
Atarde > GUERRA NA UCRÂNIA

Zoo ucraniano se prepara para sacrificar leões, tigres e ursos

Infraestrutura está destruída por conta da guerra e o medo é que predadores fujam e ataquem a população

Publicado quarta-feira, 06 de abril de 2022 às 10:44 h | Atualizado em 06/04/2022, 11:13 | Autor: Da Redação
O Feldman Ecopark tem conseguido retirar animais de pequeno e médio porte, mas os predadores causam preocupação
O Feldman Ecopark tem conseguido retirar animais de pequeno e médio porte, mas os predadores causam preocupação -

O zoológico Feldman Ecopark, em Kharviv, na Ucrânia,  pode ser obrigado a sacrificar vários predadores de grande porte, por receio de que eles fujam e ataquem a população. São leões, tigres, onças e ursos que estão assustados em meio aos bombardeios na cidade, uma das mais atingidas pelo ataque russo. 

Para Alexander Feldman, proprietário do zoológico, é um “milagre” eles não terem escapado ainda. “Mais um bombardeio e os leões, tigres, ursos, perturbados e com medo, podem se libertar e ir para Kharkiv ou para aldeias próximas. Não podemos permitir isso. Não há solução para o problema hoje”, lamentou.

O proprietário tem feito campanhas nas redes sociais para conseguir ajuda financeira e seguir com o salvamento de animais que estão sendo removidos do zoológico. O Feldman Ecopark tem conseguido retirar animais de pequeno e médio porte. No entanto, funcionários tentam transferir os predadores de grande porte para a região de Poltava, para um antigo complexo de equitação.

“Vamos lutar. 70% dos animais ainda estão no zoológico. Existem grandes espécimes: camelos, vacas tibetanas e assim por diante. Mas o foco principal agora será nos predadores", falou Feldman.

O grande problema é que uma operação como esta demanda grandes veículos, medicamentos e principalmente, de segurança no percurso, o que é praticamente impossível na atual situação de Kharkiv.

“Se isso não acontecer, a única opção que nos resta é colocar os predadores para dormir”, disse. Feldman afirmou que, depois do bombardeio maciço por mísseis e aviões, o zoológico está praticamente destruído. 

O zoo, um dos mais antigos da Ucrânia, que há pouco tempo era responsável pela proteção de mais de 300 espécies de animais, além de promover lazer e conscientização ambiental para a população ucraniana, agora é apenas mais um cenário de devastação provocado pela guerra.

Publicações relacionadas