Muniz fala sobre montagem do PSDB em Salvador: “Um dos melhores" | A TARDE
Atarde > Política > Bahia

Muniz fala sobre montagem do PSDB em Salvador: “Um dos melhores"

Presidente da CMS também antecipou que empréstimo DA prefeitura e outros projetos serão votados nesta quarta

Publicado segunda-feira, 01 de abril de 2024 às 11:08 h | Atualizado em 01/04/2024, 11:31 | Autor: Alex Torres e Flávia Requião
PSDB não descarta realizar trocas no partido de edis que queiram disputar as eleições deste ano
PSDB não descarta realizar trocas no partido de edis que queiram disputar as eleições deste ano -

O presidente da Câmara Municipal de Salvador (CMS), Carlos Muniz (PSDB), antecipou na manhã desta segunda-feira, 1, que o PSDB não descarta realizar trocas no partido de edis que queiram disputar as eleições deste ano.

“Como prometido, o PSDB vai ser um dos melhores partidos para disputar as eleições não só para os vereadores de mandato que lá estão, mas para aqueles que estão entrando no partido, pode ter a certeza que terão a chance de se eleger como nós prometemos”, disse, durante coletiva de imprensa em evento de início da construção da Arena Multiuso.

Ao ser questionado sobre a possibilidade da ida do edil Sidninho (Podemos) para o grupo tucano, já que já mostrou desejo na mudança, Muniz confirmou que pode acontecer sim.

“Poderia sim, se houver qualquer troca, não só o vereador Sininho, mas como qualquer outro vereador de mandato, um saindo e outro entrando pode acontecer sim, não descarto essa hipótese”, afirmou.

Votações na Casa

O líder da CMS também adiantou que os projetos que recém saíram das comissões vão ser votados na próxima quarta-feira, 3, “sem exceção”, incluindo o pedido de empréstimo encaminhado pela prefeitura da capital baiana e o reajuste dos servidores.

“Todos. O projeto da educação e do empréstimo, que já está lá a mais de 15 dias e ainda na quarta pretendemos votar o aumento dos servidores, que vai chegar hoje na Casa, um pouco atrasado, mas com certeza iremos votar na quarta”, declarou.

“Esse empréstimo era para ter sido votado no ano passado, por algum erro não foi para Casa, mas com certeza tem margem sim, se não tivesse, o prefeito não ia mandar um projeto dessa magnitude”, comentou.

Publicações relacionadas