Projeto de alteração a LOA recebeu emendas da oposição | A TARDE
Atarde > Política > Bahia

Projeto de alteração a LOA recebeu emendas da oposição

Marta diz que apresentou proposta para “melhorar e aperfeiçoar” Projeto Dinheiro Direto nas Escolas (PDDE)

Publicado quarta-feira, 27 de março de 2024 às 09:59 h | Atualizado em 27/03/2024, 10:56 | Autor: Flávia Requião e Eduardo Dias
“Nós apresentamos uma emenda para melhorar e aperfeiçoar, porque nós compreendemos que as escolas têm que ter autonomia"
“Nós apresentamos uma emenda para melhorar e aperfeiçoar, porque nós compreendemos que as escolas têm que ter autonomia" -

A vereadora Marta Rodrigues (PT) afirmou nesta quarta-feira, 27, que apresentou emendas ao Projeto do Executivo de alteração na Lei Orçamentária Anual (LOA) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara de Salvador, voltado ao Projeto de Dinheiro Direto nas Soteropolitanas (PDDES). Projeto deve ser votado na próxima semana na Casa. 

Segundo a parlamentar de oposição, o intuito é melhorar e aperfeiçoar a iniciativa da gestão municipal mirando mais autonomia das unidades escolares do município. 

“Nós apresentamos uma emenda para melhorar e aperfeiçoar, porque nós compreendemos que as escolas têm que ter autonomia, que às vezes é algo que se a escola tem um dinheiro, pode resolver e não virar um problema maior para o bom funcionamento e para a acolhida dos alunos e alunas. E a emenda nossa vem nessa direção, de ter uma qualificação, uma capacitação para o Conselho Escolar, para quem está ali em torno da escola, porque uma diretora, gestor ou uma gestora, às vezes não tem, é muita coisa para se fazer”, disse Marta ao Portal A TARDE, durante inauguração do Complexo da Gestão Democrática da Educação, no Costa Azul.

“O PDDE é muito detalhado. Então tem que ter olhares para dar conta desse desafio, mas que é uma iniciativa importante. O prefeito pediu suplementação de verba, porque ele foi aprovado no ano passado, e o projeto veio dentro de uma emenda, mas que era para nós votarmos, porque nós consideramos importante, nós defendemos isso, eu como professora, mas agora ele veio pedindo para remanejar a LOA, a lei orçamentária anual. Ontem passou na CCJ, vai para finanças, e eu acredito que na próxima semana vai ser votado”, pontuou a vereadora. 

Publicações relacionadas