Vereador acredita na reeleição de Muniz na CMS: 'apoio é unânime' | A TARDE
Atarde > Política > Bahia

Vereador acredita na reeleição de Muniz na CMS: 'apoio é unânime'

Téo Senna ainda cobrou mais espaço do PSDB na Prefeitura após o anúncio do apoio da legenda a Bruno Reis (UB)

Publicado segunda-feira, 11 de setembro de 2023 às 19:06 h | Autor: Gabriela Araújo
Vereador Téo Senna (PSDB) após a suspensão da sessão ordinária da CMS por falta de quórum
Vereador Téo Senna (PSDB) após a suspensão da sessão ordinária da CMS por falta de quórum -

O vereador Téo Senna (PSDB), afirmou nesta segunda-feira, 11, que acredita na recondução do presidente da Câmara Municipal de Salvador (CMS), vereador Carlos Muniz, para o comando da Casa Legislativa em 2025.

Em conversa com a imprensa, o parlamentar não poupou elogios ao tucano e apontou que deve ser "unânime" o apoio dos demais vereadores à reeleição de Muniz. 

"Desde a apresentação da vinda de Muniz, tenho declarado a importância que é para a Câmara e para o PSDB. Acho que a vinda de Muniz fortalece o PSDB cada vez mais. Hoje a gente pode organizar melhor o partido. Esse andamento já permite a reeleição dele. Acho que o PSDB só tem a ganhar", comentou Téo, após a suspensão da 60ª sessão ordinária na Casa Legislativa por falta de quórum. 

Muniz sucede o atual vice-governador Geraldo Júnior (MDB) na CMS, o qual foi responsável pela campanha de condução do chefe do Legislativo em 2022. 

"O apoio é unânime. A gente levou um tempo aqui meio assustado com os caminhos da Câmara, e hoje Muniz tem dado equilíbrio", acrescentou. 

Para Téo, o anúncio do apoio do presidente da CMS a possível reeleição de Bruno Reis (União Brasil) credencia o PSDB a pleitear mais espaço na gestão municipal. "O PSDB tem conversar com o prefeito para poder adequar um espaço [maior] ao PSDB", disse.

Federação PSDB-Cidadania 

A ida de Muniz para os braços dos tucanos deve render ao chefe do Legislativo, a presidência da federação PSDB-Cidadania em Salvador. Deste modo, ficará a cargo do parlamentar a responsabilidade de comandar a organização para as eleições de 2024. 

O grupo conta com cinco vereadores, sendo Cris Correia (PSDB), Daniel Alves (PSDB), Téo Senna (PSDB), Joceval Rodrigues (Cidadania) e o próprio Muniz. Além da presidente municipal do Cidadania, Isabela Sousa. 

Em conversa com o Portal A TARDE, Téo confessou que acredita que a formação de uma federação dificultará o processo eleitoral do ano que vem.

"Eu acho que a federação fortalece mais, mas isso vai dificultar ainda processo eleitoral. [...]. Eu acho que é uma uma responsabilidade muito grande do Prefeito, porque se o Prefeito dezessete, oito partidos, como é que ele vai dividir os trinta e dois vereadores?", questionou o edil.  

Publicações relacionadas