Vereadores aprovam empréstimo de R$ 300 milhões da Prefeitura | A TARDE
Atarde > Política > Bahia

Vereadores aprovam empréstimo de R$ 300 milhões da Prefeitura

Houve oito votos contrários a proposta

Publicado terça-feira, 22 de agosto de 2023 às 16:18 h | Atualizado em 22/08/2023, 19:08 | Autor: Gabriela Araújo

Os vereadores de Salvador aprovaram na tarde desta terça-feira, 22, o pedido de empréstimo de R$ 300 milhões feito pela Prefeitura. A proposta foi aprovada por ampla maioria, com apenas oito votos contrários a proposta. 

O aval dos vereadores, no entanto, foi marcado pelas reivindicações da bancada de oposição que cobra mais transparência sobre a destinação dos recursos. 

“Para onde vai esse dinheiro? […]. É necessário, portanto, que tenhamos conhecimento de para onde será destinado o empréstimo solicitado pela prefeitura”, disse o vereador Augusto Vasconcelos (PCdoB), em discurso no plenário Cosme de Farias.

Com a aprovação, o Executivo municipal fica autorizado a contratar operações de crédito com instituições financeiras selecionadas em processo de chamada pública específico, com ou sem garantia da União, para execução de despesas de capital

O projeto final conta com cinco emendas dos seguintes vereadores: três de Kiki Bispo (UB), uma de Claudio Tinoco (UB) e uma do vereador Arnaldo Lessa (PT). 

"Hoje todas as instituições, não só nacionais, mas internacionais, querem contrair empréstimos com a Prefeitura do Salvador porque sabem que aqui existe um zelo fiscal muito grande e uma responsabilidade com o dinheiro público", disse Kiki Bispo.

Outro apoiador do prefeito, Paulo Magalhães Júnior (UB) disse que o empréstimo vai contribuir para a melhoria da qualidade de vida da população. "A Câmara mais uma vez está dividindo esse protagonismo com o prefeito, que tem feito muitas realizações na cidade", afirmou.

O presidente da Câmara, o vereador Carlos Muniz (PSDB) minimizou as críticas da oposição ao dizer que ficou "muito claro" para que o dinheiro será destinado e que a postura da casa será de respeitar a decisão.

"Para mim, sim. Pelo que foi explicado pelo vereador Paulo Magalhães, o dinheiro tem destino certo e eu espero que seja dessa forma que aconteça. Não demos cheque em branco. Tivemos a confiança no que o prefeito disse a nós de para onde será destinado esse dinheiro. Se ele não fizer o que passou para a gente, não terá essa confiança da próxima vez", afirmou.

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS