Menu
Pesquisa
Pesquisa
Busca interna do iBahia
HOME > política > BRASIL
Ouvir Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no Facebook Compartilhar no X Compartilhar no Email
08/08/2023 às 11:18 • Atualizada em 08/08/2023 às 11:46 - há XX semanas | Autor: Da Redação

Anderson Torres chama minuta do golpe de 'aberração fantasiosa'

Ex-ministro da Justiça e prestou depoimento na CPMI do 8/1

Ex-secretário de Segurança Pública do Distrito Federal e ex-ministro da Justiça no governo do ex-presidente Jair Bolsonaro, Anderson Torres
Ex-secretário de Segurança Pública do Distrito Federal e ex-ministro da Justiça no governo do ex-presidente Jair Bolsonaro, Anderson Torres -

O ex-ministro da Justiça e ex-secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, Anderson Torres, prestou depoimento nesta terça-feira, 8, na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Atos Golpistas de 8 de janeiro, que investiga a sucessão de investidas contra a democracia que desembocaram nos ataques às sedes dos Três Poderes.

Orientado por advogados a falar na audiência, apesar do ministro Alexandre de Moraes ter lhe autoriza a ficar em silêncio no depoimento, Torres disse que a "minuta do golpe", encontrada em sua casa, era uma "aberração" fantasiosa e que seria descartada em breve. O ex-ministro reiterou que quer colaborar com a CPMI.

"Durante uma operação de busca e apreensão em minha casa, a polícia encontrou um texto apócrifo, sem data, uma fantasiosa minuta, que vai para a coleção de absurdos que constantemente chegam aos detentores de cargos públicos. Vários documentos vinham de diversas fontes para que fossem submetidas ao ministro", disse, classificando o documento como "imprestável para qualquer fim".

"Um desses documentos deixado para descarte foi um texto, chamado de minuta do golpe. Basta uma breve leitura para que se perceba ser imprestável para qualquer fim. Uma aberração jurídica", completou.

Anderson Torres está sob liberdade provisória, com uso de tornozeleira eletrônica, desde o último dia 11 de maio. Ele chegou a ficar preso por quase quatro meses, após decisão do ministro Alexandre de Moraes, do STF, no dia 14 de janeiro, por suspeita de facilitação nos atos de 8 de janeiro.

Assuntos relacionados

8 de janeiro anderosn torres CPMI minuta do golpe

Compartilhe essa notícia com seus amigos

Compartilhar no Email Compartilhar no X Compartilhar no Facebook Compartilhar no Whatsapp

Tags:

8 de janeiro anderosn torres CPMI minuta do golpe

Repórter cidadão

Contribua para o portal com vídeos, áudios e textos sobre o que está acontecendo em seu bairro

ACESSAR

Assuntos relacionados

8 de janeiro anderosn torres CPMI minuta do golpe

Publicações Relacionadas

A tarde play
Ex-secretário de Segurança Pública do Distrito Federal e ex-ministro da Justiça no governo do ex-presidente Jair Bolsonaro, Anderson Torres
Play

Vídeo: Barroso e Mendonça discutem em julgamento sobre porte de drogas

Ex-secretário de Segurança Pública do Distrito Federal e ex-ministro da Justiça no governo do ex-presidente Jair Bolsonaro, Anderson Torres
Play

Assista: Carla Zambelli se confunde e 'defende' aborto

Ex-secretário de Segurança Pública do Distrito Federal e ex-ministro da Justiça no governo do ex-presidente Jair Bolsonaro, Anderson Torres
Play

Moro crava que ninguém queria volta de Lula e é rebatido; assista

Ex-secretário de Segurança Pública do Distrito Federal e ex-ministro da Justiça no governo do ex-presidente Jair Bolsonaro, Anderson Torres
Play

Vereador do Rio é flagrado no sanitário durante sessão; veja

x

Assine nossa newsletter e receba conteúdos especiais sobre a Bahia

Selecione abaixo temas de sua preferência e receba notificações personalizadas

BAHIA BBB 2024 CULTURA ECONOMIA ENTRETENIMENTO ESPORTES MUNICÍPIOS MÚSICA POLÍTICA