Bolsonaristas radicais invadem o Congresso, STF e o Planalto | A TARDE
Atarde > política > Brasil

Bolsonaristas radicais invadem o Congresso, STF e o Planalto

Sem o aval da Segurança Pública do DF, eleitores do ex-presidente convocaram um ato na capital

Publicado domingo, 08 de janeiro de 2023 às 15:44 h | Atualizado em 08/01/2023, 17:00 | Autor: Da Redação
Bolsonaristas furaram bloqueios e conseguiram entrar no Congresso Nacional
Bolsonaristas furaram bloqueios e conseguiram entrar no Congresso Nacional -

Um grupo de bolsonaristas invadiu a Esplanada dos Ministérios para protestar contra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), neste domingo, 8. Vídeos divulgados nas redes sociais mostram que alguns dos manifestantes estão, inclusive, protegidos com máscaras de gás e carregam pedaços de pau. 

Ao longo da última semana, eleitores do ex-presidente Jair Bolsonaro convocaram um ato na capital sem o aval da Segurança Pública do DF. 

Segundo o Metrópoles, por volta das 14h40, os bolsonaristas furaram bloqueios e conseguiram entrar no Congresso Nacional, sendo recebidos com bombas de gás lacrimogêneo. Eles tentam adentrar, ainda, o Palácio do Planalto.

Após isso, os bolsonaristas radicais também invadiram o Supremo Tribunal Federal (STF). Eles ocuparam o prédio e quebraram vidros e portas. 

Agentes da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) revistaram uma parte dos manifestantes. Junto dos pertences, foram encontradas também armas brancas.

Um outro grupo chegou ao Quartel General do Exército de Brasília. Há também uma concentração de pessoas perto do Ministério da Saúde e do Palácio do Itamaraty.

Segurança reforçada

Com a tensão, o policiamento foi reforçado no Distrito Federal, principalmente próximo à Esplanada dos Ministérios. 

No sábado, 7, Ibaneis Rocha (MDB), governador do DF, disse à coluna ‘Grande Angular' que as manifestações estão liberadas desde que ocorram de maneira “pacífica”.

Mas na manhã do mesmo dia, a Esplanada dos Ministérios havia sido isolada. A partir da Rodoviária, a via S1 se encontra fechada. Na altura do Congresso, a S2, que faz ligação com o Supremo Tribunal Federal (STF) continua fechada. A via N1 encontra-se interditada da L4 Norte até o Teatro Nacional. A N2, um dos acessos para o Congresso e Planalto, ao lado do Palácio da Justiça, também está fechada. 

No sábado, o ministro da Justiça Flávio Dino havia publicado que não permitiria a realização de uma “guerra”.

Neste domingo, 8, Dino escreveu em seu perfil no Twitter, que espera que não ocorram atos violentos, para que a polícia não precise agir.

O ex-governador do Maranhão ainda afirmou que já entrou em contato com o ministro da Defesa, José Múcio, e com o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), além dos diretores-gerais da Polícia Federal (PF), Andrei Rodrigues e, da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Antônio Fernando Oliveira.

Carros do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) e do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) também se encontram mobilizados.

 

  

 

  

Publicações relacionadas