Gilmar e Toffoli chamam Lava Jato de “tortura” e “pau de arara" | A TARDE
Atarde > Política > Brasil

Gilmar e Toffoli chamam Lava Jato de “tortura” e “pau de arara"

Falas aconteceram durante julgamento de recurso de ex-funcionário da Petrobras condenado na operação

Publicado quarta-feira, 10 de maio de 2023 às 10:02 h | Autor: Da Redação
Dias Toffoli e Gilmar Mendes compõem a Segunda Turma do STF e fizeram duras críticas à Operação Lava Jato
Dias Toffoli e Gilmar Mendes compõem a Segunda Turma do STF e fizeram duras críticas à Operação Lava Jato -

Durante sessão da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) nesta terça-feira, 9, os ministros Gilmar Mendes e Dias Toffoli fizeram duras críticas à Operação Lava Jato.

"Claramente, se tratava de prática de tortura. Usando o poder de Estado", afirmou Gilmar Mendes. Em sua primeira sessão pela Segunda Turma desde que pediu para deixar a Primeira Turma, Toffoli mostrou posicionamento parecido. "Uma indústria de condenações a qualquer custo, a qualquer preço, um pau de arara do século 21", alegou.

A Segunda Turma julgava, durante a sessão, um recurso do ex-funcionário da Petrobras, Sergio Souza Boccaletti, condenado na Operação Lava Jato por corrupção e lavagem dinheiro por pagamento de propina nas obras da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco.

Boccaletti estava impossibilitado de sair do país por conta de uma medida cautelar imposta pelo então juiz da 13ª Vara Federal de Curitiba, Sérgio Moro, que atualmente é senador do Paraná pelo União Brasil.

Ao final da sessão, a Segunda Turma, que também é composta por André Mendonça, Edson Fachin e Nunes Marques, decidiu revogar a medida cautelar e liberar as viagens do ex-funcionário da Petrobras para fora do Brasil.

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS