Menu
Pesquisa
Pesquisa
Busca interna do iBahia
HOME > política > BRASIL
Ouvir Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no Facebook Compartilhar no X Compartilhar no Email
31/05/2023 às 19:56 - há XX semanas | Autor: Da Redação

INVESTIGAÇÃO DO STF

Google gastou R$ 837 mil com publicidade contra PL das Fake News

Anúncios impulsionados foram exibidos 13 milhões de vezes

Já o gasto do Google com os anúncios contra o PL das Fake News, apenas no Facebook, foi de R$ 639 mil
Já o gasto do Google com os anúncios contra o PL das Fake News, apenas no Facebook, foi de R$ 639 mil -

A Meta, empresa responsável pela administração do Facebook, e o Spotfy declararam ao Supremo Tribunal Federal (STF) que violaram as suas regras de publicidade na campanha que realizaram no Google contra o PL das Fake News. As plataformas disseram, entretanto que usaram uma “brecha” em seus sistemas para colocar a publicação no ar.

De acordo com a investigação solicitada pelo STF por suspeita de campanha abusiva, os documentos das empresas mostram que os conteúdos foram exibidos nas redes, pelo menos 13 milhões de vezes nas telas de diferentes usuários e custaram R$ 837 mil.

Já o gasto do Google com os anúncios contra o PL das Fake News, apenas no Facebook, foi de R$ 639 mil. No Spotify, a propaganda foi retirada após um dia de circulação, quando a empresa também identificou que ele contrariava as suas regras internas, mas se tivesse ficado no ar teria um custo similar ao do Google.

Reação das empresas

O Spotify afirmou ao STF que está investigando internamente os motivos que levaram à veiculação da propaganda contrária a ao PL das Fake News. Já a Meta apontou que, após a decisão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo, retirou o conteúdo do ar.

O Google, por sua vez, alegou ao STF que, antes mesmo da decisão de Moraes, suspendeu todos os anúncios de conteúdos relacionados ao projeto de lei, em suas próprias plataformas ou de terceiros. A empresa também destacou que “não há fundamento legal ou constitucional para proibir a compra e uso de anúncios para a divulgação de conteúdos lícitos relacionados a tema de interesse geral, sejam de elogio ou crítica”.

Assuntos relacionados

facebook Google Meta PL das Fake News STF

Compartilhe essa notícia com seus amigos

Compartilhar no Email Compartilhar no X Compartilhar no Facebook Compartilhar no Whatsapp

Tags:

facebook Google Meta PL das Fake News STF

Repórter cidadão

Contribua para o portal com vídeos, áudios e textos sobre o que está acontecendo em seu bairro

ACESSAR

Assuntos relacionados

facebook Google Meta PL das Fake News STF

Publicações Relacionadas

A tarde play
Já o gasto do Google com os anúncios contra o PL das Fake News, apenas no Facebook, foi de R$ 639 mil
Play

Bolsonaro chora durante evento conservador; veja

Já o gasto do Google com os anúncios contra o PL das Fake News, apenas no Facebook, foi de R$ 639 mil
Play

Bolsonaro e Milei assistem juntos derrota do Brasil na Copa América

Já o gasto do Google com os anúncios contra o PL das Fake News, apenas no Facebook, foi de R$ 639 mil
Play

Jerônimo Rodrigues assina acordo de compra dos trens do VLT

Já o gasto do Google com os anúncios contra o PL das Fake News, apenas no Facebook, foi de R$ 639 mil
Play

Vídeo: Senador e deputado trocam ofensas e empurrões em aeroporto

x

Assine nossa newsletter e receba conteúdos especiais sobre a Bahia

Selecione abaixo temas de sua preferência e receba notificações personalizadas

BAHIA BBB 2024 CULTURA ECONOMIA ENTRETENIMENTO ESPORTES MUNICÍPIOS MÚSICA POLÍTICA