“Total confiança nas urnas”, dizem delegados e peritos da PF em nota

Na véspera, Jair Bolsonaro (PL) voltou a atacar, sem provas, o sistema eleitoral

Publicado terça-feira, 19 de julho de 2022 às 22:06 h | Atualizado em 19/07/2022, 22:06 | Autor: Da Redação
ADPF, APCF e Fenadepol defenderam que todas as autoridades e candidatos devem respeitar a legislação eleitoral e a Constituição
ADPF, APCF e Fenadepol defenderam que todas as autoridades e candidatos devem respeitar a legislação eleitoral e a Constituição -

Associações ligadas à Polícia Federal divulgaram nesta terça-feira, 19, uma nota conjunta para manifestar apoio ao Tribunal Superior Eleitoral, após o presidente Jair Bolsonaro (PL) se reunir com embaixadores em Brasília para levantar suspeitas sobre as urnas eletrônicas e o sistema de apuração brasileiro.

O documento foi assinado pela Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais (APCF) e Federação Nacional dos Delegados Federais (Fenadepol).

“A Polícia Federal é uma das instituições de Estado que tem por atribuição garantir a lisura e segurança das eleições, que desde a redemocratização ocorrem sem qualquer incidente que lance dúvidas sobre sua transparência e efetividade”, afirmaram as entidades, acrescentando: “Manifestamos total confiança no sistema eleitoral brasileiro e nas urnas eletrônicas”, pontuaram.

No documento, ADPF, APCF e Fenadepol defenderam ainda que todas as autoridades e candidatos devem respeitar a legislação eleitoral e a Constituição e que as associações acreditam que o pleito deste ano ocorrerá de forma transparente.

“As entidades representativas que subscrevem essa nota têm total confiança de que neste ano o povo brasileiro escolherá seus representantes de forma transparente e republicana, como sempre fez”, diz trecho da nota.

Leia a íntegra da nota dos delegados e peritos da Polícia Federal:

A Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), a Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais (APCF) e a Federação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (FENADEPOL) manifestam total confiança no sistema eleitoral brasileiro e nas urnas eletrônicas. A Polícia Federal é uma das instituições de Estado que tem por atribuição garantir a lisura e segurança das eleições, que desde a redemocratização ocorrem sem qualquer incidente que lance dúvidas sobre sua transparência e efetividade.

É importante reiterar que as urnas eletrônicas e o sistema eletrônico de votação já foram objeto de diversas perícias e apurações por parte da PF e que nenhum indício de ilicitude foi comprovado nas análises técnicas.

A Polícia Federal, assim como diversos outras instituições renomadas, tem participado de testes públicos de segurança promovidos pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e abertos a qualquer cidadão, cujo objetivo é buscar o contínuo aperfeiçoamento das urnas eletrônicas, sendo que até o momento não foi apresentada qualquer evidência de fraudes em eleições brasileiras.

Acatar a legislação eleitoral vigente e respeitar a Constituição, bem como as decisões democráticas é imprescindível a todo e qualquer representante eleito ou postulante a cargo eletivo.

As entidades representativas que subscrevem esta nota têm total confiança de que, neste ano, o povo brasileiro escolherá seus representantes de forma transparente e republicana como sempre fez.

Brasília, 19 de julho de 2022

Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF)

Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais (APCF)

Federação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (FENADEPOL)

Publicações relacionadas