"Pega mal", diz Bolsonaro sobre investigação contra ele e Wal

Em live, presidente atacou MPF após órgão apresentar ação para investigá-lo e sua ex-secretária

Publicado sexta-feira, 25 de março de 2022 às 08:09 h | Atualizado em 25/03/2022, 10:40 | Autor: Da Redação
Bolsonaro durante live nesta quinta-feira, 24
Bolsonaro durante live nesta quinta-feira, 24 -

O presidente Jair Bolsonaro (PL) atacou o Ministério Público Federal durante sua live semanal nesta quinta-feira, 24, depois de a Procuradoria do órgão apresentar à Justiça uma ação de improbidade administrativa contra ele e a ex-secretária parlamentar da Câmara dos Deputados, Walderice Santos da Conceição, conhecida como Wal do Açaí.

Em suas palavras, a investigação "dá vergonha" e "pega mal". "Por que não investiga todo mundo? Só para cima de mim? Se bem que isso aqui é um tiro n'água, dá até vergonha o MP investigar isso aí. Pega mal para o Ministério Público fazer isso aqui", afirmou.

Na ação, os procuradores do MPF pedem a condenação de Bolsonaro e Wal do Açaí por improbidade e também o ressarcimento dos recursos públicos indevidamente desviados. Segundo Wal, em depoimento dado para a Folha de S.Paulo nesta semana, ela esteve lotada no gabinete de Bolsonaro durante mais de 15 anos, mesmo sem nunca ter viajado para Brasília ou exercido qualquer função relacionada ao cargo.

De acordo com o MPF, Walderice e o companheiro, Edenilson Nogueira Garcia, prestavam serviços de natureza particular para Bolsonaro – em especial nos cuidados com a casa e com os cachorros de Bolsonaro na Vila Histórica de Mambucaba (RJ).

As suspeitas surgiram em 2018 após uma reportagem do jornal Folha de S. Paulo, que revelou que a ex-assessora trabalhava em um comércio de açaí na mesma rua onde fica a casa de veraneio de Jair Bolsonaro, à época deputado federal. A demissão foi confirmada em agosto de 2018, quando Bolsonaro já era candidato à Presidência.

Publicações relacionadas