PF nega pedido de acesso de Bolsonaro a inquérito sobre joias | A TARDE
Atarde > Política

PF nega pedido de acesso de Bolsonaro a inquérito sobre joias

Processo apura a tentativa de entrada ilegal no Brasil de um pacote de joias presenteado pela Arábia Saudita

Publicado quarta-feira, 15 de março de 2023 às 19:39 h | Atualizado em 15/03/2023, 20:57 | Autor: Da Redação
Advogados de Bolsonaro não se pronunciaram sobre o caso
Advogados de Bolsonaro não se pronunciaram sobre o caso -

Polícia Federal negou acesso do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) sobre o inquérito das joias, em resposta a um pedido da defesa dele. O processo da PF em São Paulo apura a tentativa de entrada ilegal no Brasil de um pacote de joias presenteado pela Arábia Saudita.

“Trata-se de investigação que corre sob sigilo. O interessado não consta como investigado até o momento”, disse o delegado da PF Adalto Machado, chefe do inquérito, à defesa do ex-presidente.

Os advogados do ex-presidente também informaram que ele enviaria ao Tribunal de Contas da União (TCU), como fiel depositário, o segundo pacote de joias, que teria entrado no Brasil sem ser declarado, segundo a Receita Federal.

“Requer-se, finalmente, que em se confirmando a existência de inquérito policial ou procedimento assemelhado nesta Delegacia, seja informada a numeração dos autos, bem como dado imediato e integral acesso aos patronos do peticionário a seu conteúdo, inclusive a eventuais diligências ainda não colacionadas aos autos, bem como autorizada a extração de cópias de eventuais documentos físicos acostados ou na pendência de serem”, diz a petição.

Os itens valiosos foram presentes da Arábia Saudita para a comitiva brasileira. Parte, avaliada em R$ 16,5 milhões, acabou apreendida pela Receita Federal no Aeroporto de Guarulhos porque não foi declarada.

O governo Bolsonaro tentou recuperá-las antes do então presidente embarcar para os Estados Unidos, mas não conseguiu. Os advogados de Bolsonaro não se pronunciaram sobre o caso.

Publicações relacionadas