adblock ativo

SMS libera vacina após morte de macacos

Publicado quarta-feira, 29 de março de 2017 às 23:30 h | Atualizado em 21/01/2021, 00:00 | Autor: Itana Silva*
Vacinação contra a doença no 5º Centro de Saúde, em Salvador
Vacinação contra a doença no 5º Centro de Saúde, em Salvador -
adblock ativo

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) confirmou quatro casos de febre amarela em macacos, na capital, ocorridos nos bairros de  Vila Laura, Paripe e Itaigara. Apesar do dado, na Bahia ainda não foram registrados casos da doença em humanos.

>>Jovem da Vila Laura encontrou macaco

As ações de bloqueio nessas localidades  serão intensificadas e, segundo informado no site da SMS, a partir desta quinta-feira, 30, “a população soteropolitana com idades entre 9 meses e 59 anos pode se vacinar contra febre amarela sem  apresentação de comprovante de viagem para regiões de risco: basta dirigir-se a uma das unidades de referência definidas pelo município, espalhadas por toda a cidade” (confira lista abaixo).

O secretário José Antônio Rodrigues informou que o município liberou,  última terça, 400 mil doses da vacina: “Intensificaremos a vacinação nas áreas em que esses animais foram infectados, mas isso não significa que haja a necessidade de alarme da população”. 

As unidades de referência funcionam de segunda a sexta, das 8h às 17h. Em Brotas, local mais recente da confirmação da doença em macacos, cinco unidades estarão disponíveis.

O secretário se reúne em Brasília, nesta quinta, com o ministro da Saúde e prefeitos do Rio de Janeiro e São Paulo para definir estratégias de vacinação. A previsão é que cheguem, gradativamente, dois milhões de doses para atingir a cobertura de toda a população soteropolitana.

 “A ideia é  termos vacinas para aplicação durante os próximos meses. Não há risco de surto em Salvador, portanto não há necessidade de alarme. A imunização será feita com calma, para que todos sejam contemplados”, ponderou Rodrigues.

A eficácia da vacina contra a febre amarela chega a 95% e é considerada bastante segura por especialistas em imunização.

Indicação

Fora das áreas notificadas, a indicação da vacinação continua a mesma. “Continuamos disponibilizando a vacina do calendário básico das crianças entre nove meses e 5 anos. A população não imunizada e viajantes precisam verificar a situação dos calendários”, disse.

Indivíduos que já foram vacinados nos últimos 10 anos estão protegidos. O gestor observou também que, “por ser com vírus vivo”, a imunização pode ser perigosa, caso seja feita de forma incorreta ou repetida. O risco é contrair a própria febre amarela ou desenvolver uma  hepatite tóxica.

O secretário indicou, ainda, que a população observe os grupos que não podem receber a vacina, a fim de evitar problemas de saúde.

“A vacinação não é indicada, por exemplo, para idosos acima de 60 anos. Nesses casos, é preciso que se tenha um relatório de recomendação médica. Mulheres grávidas, lactantes e crianças abaixo de seis meses não devem ser vacinadas”.

Nesses casos, a prefeitura tem distribuído repelentes para os grupos não contemplados.

Conforme o gestor, 500 unidades são disponibilizadas diariamente para retirada, no entanto a procura pelos repelentes tem sido de cerca de 40 por dia.

Postos de vacinação contra febre amarela:

1 - Unidade de Saúde da Família Candeal Pequeno – Rua 8 de Agosto, s/n – Candeal Pequeno

2 - Unidade de Saúde da Família Santa Luzia – Rua Almirante Alves Câmara, 112 – Engenho Velho de Brotas

3 - Unidade de Saúde da Família Victorino – Avanida Dom João VI, 450 – Brotas

4 - Centro de Saúde Cosme de Farias – Rua Direta de Cosme de Farias, s/n

5 - Multicentro Carlos Gomes –Rua Carlos Gomes, 63/66, Centro.

6 - Centro de Saúde Virgílio de Carvalho – Rua Duarte da Costa, s/n, Dendezeiros.

7 - Centro de Saúde Péricles de Laranjeira- Rua Pitangueiras, s/n, Fazenda Grande do Retiro.

8 - Multicentro Liberdade-  Rua Lima e Silva, nº 217, Liberdade (antigo 3º Centro de Saúde).

9 - USF Olga de Alaketu– Rua Edson Saldanha, s/n- Baixa do Tubo-Matatu.

10 - MulticentroAmaralina–Av. Visconde de Itaboray, nº 1193, Amaralina.

11 - Unidade de Saúde da Família Clementino Fraga – Av. Centenário, s/n, Centenário.

12 - Unidade de Saúde da Família Parque de Pituaçu – Rua Araújo Bastos, nº100, Pituaçu.

13 - Unidade de Saúde da FamíliaMussurunga I – Rua 1, Setor E, Caminho 16, s/n, Mussurunga I.

14 - Centro de Saúde Eunísio Teixeira- Rua Jurucutus, s/n, Saboeiro.

15 - Centro de Saúde EdsonBarbosa – Avenida Hilda, nº 02, Pernambués.

16 - Centro de Saúde Canabrava- Rua Bentivis, s/n, final de linha de Canabrava.

17 - Centro de Saúde Castelo Branco- Rua A, 3º etapa- Centro Social Urbano de Castelo Branco.

18 - Unidade de Saúde da Família Estrada da Cocisa – Rua Monte Claros, s/n, Paripe (final de linha da Cocisa).

19 - Unidade de Saúde da Família Alto da Terezinha- Rua Direta da Terezinha, s/n.

20 - Unidade de Saúde da Família Ilha Amarela- Rua Nova Esperança, Ilha Amarela.

21 - Unidade de Saúde da Família Alto de Coutos II- Rua Golan, s/n, Parque Setúbal, Alto de Coutos.

22 - Unidade de Saúde da Família Vista Alegre-Rua do Sabiá, s/n, Vista Alegre.

23 - Unidade de Saúde da Família Cajazeiras V – Estrada do Matadouro, Rótula de Cajazeiras, s/n.

*Estagiária sob supervisão do editor- coordenador Luiz Lasserre

adblock ativo

Publicações relacionadas