Sem ônibus da BTM, rodoviários fazem paralisação de 24h na RMS

Paralisação deve afetar 300 mil pessoas na Região Metropolitana de Salvador

Publicado quinta-feira, 17 de março de 2022 às 08:05 h | Atualizado em 17/03/2022, 10:31 | Autor: Da Redação
Passageiros enfrentaram transtornos na manhã desta quinta-feira, 17, por conta da paralisação
Passageiros enfrentaram transtornos na manhã desta quinta-feira, 17, por conta da paralisação -

Rodoviários de seis empresas que fazem o transporte entre as cidades da Região Metropolitana de Salvador iniciaram, na manhã desta quinta-feira, 17, uma paralisação de 24 horas. A região já conta com problemas no transporte desde a segunda-feira, 14, quando a empresa BTM alegou problemas com combustível e decidiu não rodar. A estimativida é cerca de 300 mil pessoas sejam afetadas.

De acordo com o Sindicato dos Rodoviários Metropolitanos (Sindimetro), a paralisação da categoria é um protesto para que os rodoviários da BTM sejam transferidos para as empresas que atenderão a área.

Desde a última quarta-feira, 16, rodoviários de outras empresas estão compensando o tranporte em linhas atendidas pela BTM, nas cidades de Lauro de Freitas e Camaçari. Existia a possibilidade dos ônibus da empresa voltarem a circular nesta quinta, o que não aconteceu.. 

Os rodoviários que decidiram pela paralisação de 24 horas são das empresas Nova Aviação, Atlântico Transporte, Asa Bela, Avanço, Costa Verde e a Expresso Luxo Vitória, responsáveis pelo transporte nas cidadades de Candeias, Madre de Deus, Simões Filho, Mata de São João e Pojuca.

Sem ônibus, a única opção para os passageiros é utilizar o sistema de transporte complementar ou se locomover de maneira particular. A Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba) não informou se fará um esquema especial para dar mais altenativas à população. 

Publicações relacionadas