Anestesista pode ter estuprado outras grávidas no dia do flagrante

Equipe gravou parto do flagrante após desconfiar de comportamentos estranhos em dois partos no dia

Publicado terça-feira, 12 de julho de 2022 às 10:49 h | Atualizado em 12/07/2022, 10:58 | Autor: Da Redação
flagrante foi possível porque a equipe de enfermagem gravou o parto que levou à prisão do médico anestesista
flagrante foi possível porque a equipe de enfermagem gravou o parto que levou à prisão do médico anestesista -

A polícia apura se o médico anestesista Giovanni Quintella Bezerra, preso em flagrante na madrugada desta segunda-feira, 11, por estupro de uma mulher em cesárea, estuprou outras duas grávidas no mesmo dia do flagrante.

O episódio aconteceu no Hospital da Mulher de São João de Meriti, no Rio de Janeiro. O flagrante foi possível porque a equipe de enfermagem gravou o parto que levou à prisão de Giovanni, após desconfiar que o anestesista agiu de forma estranha em dois partos anteriores.

Entre as posturas que causaram estranhamento, estavam sedação além do normal para as pacientes, pedido para retirar o marido da sala, flagrante ereção e cabana improvisada para esconder a visão sobre parte da paciente.

Um relato da mãe de uma paciente apontou para suspeitas sobre a conduta do médico. A Defesa de Giovanni abandonou o caso.

Publicações relacionadas