Garoto diz a PMs que mãe cortou sua perna e bebeu o sangue; ela nega

Polícia foi acionada pela direção da escola após relato do garoto

Publicado sábado, 16 de julho de 2022 às 13:21 h | Atualizado em 16/07/2022, 13:21 | Autor: Da Redação

Uma escola acionou a Polícia Militar após divergência de informações sobre um corte detectado na perna de um garoto de 7 anos. O caso aconteceu e, Uberaba, Minas Gerais, e a ocorrência foi registrada nesta sexta-feira, 15.

A direção da escola relatou que o garoto e o irmão não frequentavam as aulas há cerca de 15 dias e tentou contato com a mãe.

Ela alegou que os filhos estavam com sintomas gripais e a escola pediu um atestado médico para abonar as faltas.

Entretanto, as crianças retornaram nesta sexta sem o atestado. Um dos garotos relatou que o "Caveira" estava no corpo da mãe e ela cortou a perna dele e bebeu o sangue.

A mãe, por sua vez, afirmou que o corte em questão havia sido causado por um prego durante brincadeira do garoto.

Ele foi encaminhado a um hospital, que constatou que o corte havia sido feito há alguns dias, pois já estava cicatrizado.

O Conselho Tutelar foi acionado pelos policiais e a criança está sob a responsabilidade do órgão.

Publicações relacionadas