Bolsonaro tenta construir novo rumo para 2022? Vai conseguir?

Publicado terça-feira, 22 de dezembro de 2020 às 06:04 h | Atualizado em 21/12/2020, 23:19 | Autor: [email protected]

Terá sido o desgaste do PT com a Lava Jato que turbinou a campanha de Bolsonaro em 2018, ou foi obra da facada em Juiz de Fora?

A pergunta que leitores nos fazem em rodas de bate-papo em rede pretende buscar respostas no passado para projetar o futuro. Bolsonaro tem chances em 2022?

No primeiro caso a resposta: foram as duas coisas juntas, Bolsonaro já liderava as pesquisas, mas lá embaixo, coisa de 21%. Com a facada a 30 dias das eleições, ele que não tinha tempo de tevê ganhou mídia 24 horas por dia em todos os veículos por motivo justo e sem ir a debate, sem abrir a boca, chegou lá.

Óbvio que em 2022 o jogo é outro. Até porque Bolsonaro e o leque de apoiadores que ele arregimentou explodiu. Não era um grupo ideologicamente irmanado, era um ajuntamento que se desmantelou sob a batuta do próprio Bolsonaro e filhos.

Via política — Na segunda, claro que estar com máquina tem sempre uma grande vantagem, mas saber usá-la é fundamental.

Mesmo chutando amigos e aliados que viraram potenciais concorrentes como Wilson Witzel, governador afastado do Rio, e João Dória, de São Paulo, Bolsonaro amealhou popularidade ao distribuir alguns bilhões, só em Salvador, direto no bolso do povo R$ 5,59 bilhões. E no jogo político, pisa fundo no toma lá dá cá que tanto criticou. E agora que o auxílio acabou? Vamos a. 2021, o próximo capítulo.

João Dourado, uma história de política, justiça e mortes

Os 23 mil habitantes de João Dourado, na região de Irecê, centro-norte da Bahia, se dizem estupefatos com a sucessão de episódios trágicos que marcam o vaivém da política local.

Em 2016, Celso Loula Dourado (PT), o Celso Loula, se elegeu prefeito tendo como vice Adriano Nunes (PCdoB). Em março de 2017 Adriano morreu vítima de um acidente na moto em que estava, na zona rural.

Este ano, Celso, candidato à reeleição, morreu em setembro de infarto. A viúva dele, Rita de Cássia (PT), que é a presidente da Câmara, assumiu. E tornou-se candidata a vice do sucessor do marido, Di Cardoso (PL), que venceu.

Semana passada, o ministro Luiz Felipe Salomão, do TSE, impugnou a chapa, argumentando que Rita nem podia ser candidata.

Di e Rita vão tomar posse dia 1º, mas sub judice. Qual seria o impedimento? Até agora, não deu para entender.

Herzem ainda preocupando

Internado desde a semana passada no Hospital Samur, o prefeito reeleito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão (MDB), vive uma situação preocupante, segundo amigos chegados.

O boletim divulgado ontem, assinado por três médicos, diz que ele se mantém em uso de cateter de oxigênio, não apresentou maiores agravamentos, mas não há qualquer previsão de alta. Ou seja, o cenário do momento não é bom.

Segundo Leão, com a Fiol vêm os mapas das minas

João Leão, secretário de Desenvolvimento Econômico, diz que a decisão do governo, por meio da Companhia Bahiana de Pesquisas Minerais (CBPM), de prospectar minérios a 100 quilômetros de cada lado do traçado da Ferrovia Oeste Leste (Fiol), tem dado sinais positivamente surpreendentes:

– Já encontramos sinais de cobre, níquel, bauxita, ferro e também ouro. Isso nos induz a acreditar que a Bahia é o estado mais rico do Brasil. Só precisa acordar.

A expectativa contratual é a de que o Porto Sul, em construção em Ilhéus, embarque por ano algo em torno de 60 milhões de toneladas. No pique que a coisa anda, a meta será atingida em menos de 10 anos.

REGISTROS

Rota Brasil

A Salvador Bahia Airport, empresa que opera o aeroporto de Salvador, começou a operar semana passada quatro novas rotas nacionais, uma delas para Palmas, no Tocantins. Isso permite que Salvador faça conexão com o norte do país. Hoje, é mais fácil e barato ir de Salvador a Lisboa do que a Belém do Pará.

Gargalo no trânsito

Genival Deolino (PSDB), prefeito eleito de Santo Antônio de Jesus, admite que está olhando com bastante carinho quem vai tomar conta do trânsito na cidade, um dos grandes problemas lá, que é uma cidade eminentemente comercial. Diz ele que quer alguém que resolva. O povo diz que se melhorar um pouquinho já estará bom demais.

Dezembro Amarelo

Já que, apesar da pandemia, tudo nos points turísticos baianos está como sempre nesta época do ano, cheios de gente, bom lembrar outro aviso, esse da Sociedade Brasileira de Dermatologia: o verão começou ontem e convém ficar atento ao Dezembro Amarelo, que previne o câncer de pele.

Covid zero

Aliás, embora os hospitais estejam lotados, nas ruas a vida segue normal. Se assim o é, lógico concluir: o pior vem aí.

Publicações relacionadas