Quem é Marcinho? Contratação polêmica divide a torcida do Bahia

Lateral é réu em processo de homicídio culposo por atropelar e matar um casal em 2020

Publicado terça-feira, 02 de agosto de 2022 às 10:46 h | Atualizado em 02/08/2022, 10:46 | Autor: Daniel Genonadio
Marcinho assinou com o Bahia até o fim da Série B
Marcinho assinou com o Bahia até o fim da Série B -

Mesmo quando a contratação era tratada como boato, a chegada do lateral-direito Marcinho ao Bahia já era alvo de protesto de parte dos torcedores, que chegaram a iniciar uma campanha para que ele não assinasse com o Tricolor. Não deu certo e o clube anunciou na segunda-feira, 1º, o acerto com o jogador, que é réu em uma processo de homídio culposo por atropelar e matar um casal no Rio de Janeiro em 2020. 

>> Marcinho diz que acerto com o Bahia é oportunidade "para recomeçar"

Quando atuava pelo Botafogo, Marcinho dirigia acima da velocidade permitida quando atropelou e matou um casal no bairro do Recreio, no Rio de Janeiro. O professor Alexandre Silva de Lima morreu no local. A esposa dele, Maria Cristina, morreu dias depois. O jogador fugiu do local sem prestar socorro e teria passado por cima do corpo de Alexandre, segundo a filha do casal.

Marcinho foi indiciado por homicídio culposo e segue investigado em inquérito que segue em aberto. No ano passado, ele fez um acordo de indenização para os herdeiros das vítimas, em que pagará R$ 200 mil aos quatro netos menores de idade (R$ 50 mil para cada). Além disso, ele tem um acordo extrajudicial com outros cinco parentes maiores de idade. 

Desde que deixou o Botafogo, Marcinho atuou apenas pelo Athletico Paranaense, que o dispensou neste ano. O lateral chegou a fechar com um clube do Chipre, mas não conseguiu liberação para deixar o Brasil enquanto responde o processo por homicídio. 

Marcinho assinou com o Bahia até o fim da Série B, em novembro, mas o clube colocou em contrato uma cláusula que o protege em caso de condenação do jogador. O lateral tem permissão da Justiça para exercer a sua profissão normalmente enquanto responde o processo. 

Carro do lateral após acidente que vitimou duas pessoas
Carro do lateral após acidente que vitimou duas pessoas |  Foto: Reprodução
 

Nas redes sociais, torcedores fizeram campanha contra a contratação e existem aqueles que ameaçam cancelar o plano de sócios e deixar de frequentar jogos do clube. Torcidas organizadas e grupos políticos também se manifestaram de maneira contrária. No entanto, os fãs estão divididos e outros defendem a chegada de Marcinho com o argumento de ressocialização. 

“Nosso contrato vai até o final da Série B, em novembro. Logicamente o clube está se respaldando em cláusulas que protejam o clube em caso de condenação, mas enquanto a Justiça brasileira permitir que o atleta desenvolva o seu trabalho, o clube vai abrir as portas e permitir que ele possa trabalhar”, disse o diretor de futebol do Bahia, Eduardo Freeland. 

O gestor foi o responsável por assumir a responsabilidade pela contratação e ainda elogiou o caratér do lateral. "Entendendo o histórico que eu tenho com Marcinho, um jogador que eu tive o prazer de trabalhar na base do Botafogo, um jogador que recebi lá quando tinha 15, 16 anos. Conheci a sua conduta, o seu caráter e todo o entorno do Marcinho. É um jogador que sempre foi profissional em suas condutas, sério e dedicado”, afirmou. 

O presidente do clube, Guilherme Bellintani, e o vice, Vitor Ferraz, ainda não comentaram a contratação. 

Publicações relacionadas